Decreto impulsiona a inserção de 100 mil jovens aprendizes no mercado de trabalho

Confira as novas medidas do Governo no âmbito da empregabilidade.

No dia 04 de maio, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que, consoante afirmações do próprio Governo, facilitará a inserção de, pelo menos, 100 mil jovens aprendizes no mercado de trabalho. Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o “Projeto Nacional de Incentivo à Contratação de Aprendizes” contribui para melhorar a qualificação e a empregabilidade dos jovens.

Para saber mais sobre o novo decreto do Governo Federal, confira o artigo na íntegra!

Leia mais: Qual o tempo mínimo de contribuição para poder receber o seguro desemprego?

O que diz o projeto?

O decreto que visa criar 100 mil novas vagas de aprendizagem profissional foi assinado pelo presidente, em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto na última semana. O documento faz parte do Programa Renda e Oportunidade (PRO), que define uma série de medidas lançadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência para contribuir com a retomada de empregos e, consequentemente, da economia do país.

O programa visa aumentar as oportunidades de formação, assim como a inclusão do jovem no mercado de trabalho, por meio da aprendizagem profissional. As vagas serão criadas em conjunto com as empresas participantes do projeto. Essas obterão benefícios para regularizarem o cumprimento da cota de aprendizagem.

Ademais, também foram estabelecidas medidas para promover a inclusão de adolescentes e jovens vulneráveis na aprendizagem. Neste caso, a prioridade irá para o público do Auxílio Brasil, assim como para adolescentes em acolhimento institucional, aos provenientes do trabalho infantil, entre outros.

MP para a promoção a empregabilidade das mulheres

No mesmo dia, também foi realizada a assinatura da Medida Provisória que institui um programa voltado à inserção e manutenção das mulheres no mercado de trabalho. A iniciativa cria algumas medidas para impulsionar as boas práticas na contratação de mulheres.

Nesse aspecto, o programa institui a flexibilização do regime de trabalho, a qualificação em áreas estratégicas para ascensão profissional e apoio no retorno ao trabalho após o período de licença maternidade. O programa foca na empregabilidade de mulheres, especialmente aquelas que sofrem impacto direto da maternidade.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More