Contadora de histórias infantis promove lives semanais

Mariana Müller, conhecida pelo projeto Mari Faz de Conta, nas sextas feiras realiza ao vivo uma narração de contos para o público infantil. O objetivo é levar alegria e leveza aos lares nesse período de quarentena.

Como forma de distração ao público infantil nesse período de isolamento social, diversos canais têm promovido uma ação de narração de histórias para crianças, transmitindo leveza e alegria aos lares brasileiros. Canais gratuitos nas redes sociais se tornaram um ponto de encontro semanal, ou diário, para quem quer ouvir uma boa história, músicas, brincadeiras ou desenvolver a arte.

A contadora de histórias Mariana Müller, conhecida pelo projeto Mari Faz de Conta, realiza ao vivo toda sexta feira, em suas redes sociais, uma narração de contos para o público infantil. Em suas lives, utiliza instrumentos musicais, fantoches, maquiagem e outros elementos teatrais para levar diversão e alegria a criançada.

Mas ela não faz tudo isso sozinha, Mariana conta com o apoio de sua filha Antonia, de 5 anos, que participa na seleção das histórias.  As histórias, narradas em um espaço criado especialmente para as transmissões, vão desde clássicos a contos autorais.

“Acho que funciona como um cafuné, uma dedicação do tempo de um adulto para as crianças. A minha forma de narrar histórias sempre foi interativa, sempre quis aprender com as crianças, perguntando e descobrindo como está a rotina delas”, explica Mariana.

Outros contadores

O psicopedagogo e sociólogo Eugênio Fernandes, de Vitória, conta várias histórias para crianças em seu perfil no Instagram e no YouTube. Às segundas, quartas e sextas, às 15h, tem a “Quarentena de histórias”. Já às terças e quintas, às 20h, tem o projeto “Eu conto daqui, você conta daí”.

Conheça também a Turma do Frederico, do ator, escritor e educador Cleyton Passos. Por meio de adaptações de clássicos, teatro de bonecos “Turma do Frederico”, o ator ensina educação ambiental, inclusão e outros temas a criançada. Ele começou a contar histórias há 30 anos para comunidade carente na Leitão da Silva, e transformou isso em trabalho oficial.

Por meio das redes sociais, a professora de Língua Portuguesa e Artes Eliane Correia, de Guaçuí, promove diariamente a “Quarentena de histórias”, às 9h. De forma cativante, ela encanta com histórias autorais, contos populares e lendas. Acesse o canal “Mais um Ponto Mais um Conto” e conheça seu trabalho.

Leia também: Cursos online da USP são opção para estudar em casa na quarentena

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More