Seguro-desemprego: Veja 4 situações que causam a suspensão do benefício

Durante alguns meses após a demissão, o funcionário poderá receber uma quantia até que consiga voltar ao mercado de trabalho, mas é preciso se atentar às regras.

O seguro-desemprego é um dos benefícios que o governo oferece para garantir um mínimo de segurança financeira ao trabalhador após uma demissão sem justa causa. Porém, existem algumas situações em que esse auxílio é negado, e nem todos os trabalhadores conseguem compreender os motivos que o deixaram sem o seguro-desemprego. Caso essa também seja a sua dúvida, então confira aqui as quatro principais regras que anulam o acesso ao benefício.

Leia mais: Qual o tempo mínimo de contribuição para poder receber o seguro-desemprego?

Ter outra fonte de renda

Para quem possui outro emprego, em registro CLT, e até mesmo estágio ou negócio próprio, o seguro-desemprego não será liberado. Isso porque a Previdência entende que existem outras maneiras de o trabalhador se manter após a dispensa. Ademais, vale ressaltar que, no momento em que você conseguir um novo emprego, o seguro não estará mais disponível.

Receber benefícios da Previdência

Outro motivo que pode impedir o recebimento do seguro-desemprego é ser beneficiário da Previdência Social. Ou seja, pessoas que recebem aposentadoria não tem direito ao seguro. Por outro lado, quem recebe auxílio-acidente ou pensão por morte pode garantir também o auxílio.

Fraudes fiscais

Estar com os dados incorretos é um dos principais motivos que fazem com que as pessoas percam a oportunidade de receber o seguro-desemprego. Isso pode acontecer em casos de erro no sistema, ou no momento de preencher as informações, bem como pode ser resultado de alguma tentativa de fraude fiscal. Nesses casos, além de não conseguir o seguro, também é possível que a pessoa precise enfrentar um processo judicial.

Recusa de Emprego

Por último, é necessário destacar que aqueles que tiveram uma oportunidade de emprego e rejeitaram a chance também não receberão o seguro. Atente-se que essa é uma questão que atinge aqueles que foram selecionados, mas escolheram recusar o emprego. Portanto, você pode continuar indo a entrevistas e participando de processos seletivos, já que a recusa por parte da empresa não impacta no seguro.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More