É necessária a inclusão feminina no meio tecnológico; entenda o porquê

As mulheres têm lutado bravamente para conquistar seu lugar no mercado de trabalho, e no setor da tecnologia não é diferente.

Para termos uma noção, segundo uma pesquisa executada pelo Instituto Allen, ainda faltam 116 anos para igualar a presença feminina ao número de trabalhadores do sexo masculino no ramo da Ciência da Computação. Com base nisso, é notório que há uma tremenda luta a ser ganha dentro da tecnologia para obtermos a igualdade de gênero.

Leia também: Setor de investimentos: Mulheres têm conquistado e solidificado seu espaço

Abaixo, confira alguns pontos considerados importantes para caminharmos rumo à tão sonhada equidade de gênero no meio tecnológico.

Deixar de lado a ideia de que a tecnologia não é para a mulher

Há uma visão masculina ligada à razão e objetividade, enquanto a mulher é conectada à sua maneira de interpretar, juntamente com o cuidado emocional. Se de fato deixarmos de lado tais pensamentos, então começaremos a andar rumo à inclusão de mulheres desde a infância até a adolescência. Assim, esse é um ponto chave para alcançar a igualdade entre os gêneros.

Estimular a formação e a inclusão de mulheres

Por um lado, temos o crescimento deste quesito, porém ainda é necessário evoluir. Ao contemplarmos as ótimas oportunidades que vem sendo fornecidas às mulheres, vemos o quão benéficas elas são.

Além disso, há a presença de mentorias, que abordam as habilidades relacionadas à familiarização no setor tecnológico, auxiliando as mulheres em um nível incrível, além de colaborar para que, no futuro próximo, elas não venham a abandonar o curso. Isso porque, em comparação aos homens, um número superior a 45% das mulheres largam as funções tecnológicas, tendo como motivos a falta de representatividade e dupla jornada.

Manifestar ações inclusivas e acolhedoras

Muitas mulheres encontram-se julgadas por escolherem o ramo tecnológico e isso ocorre desde o percurso educacional e processos seletivos, até a contratação e onboarding na empresa, uma vez que o mercado é predominantemente masculino.

Logo, há uma oportunidade esplêndida para manifestar ações inclusivas e acolhedoras para que isso se desenvolva solidamente, extinguindo o preconceito voltado à desigualdade de gênero e outros grupos minoritários.

Estimular a liderança feminina

Ao analisarmos o real motivo da desistência de grande parte das mulheres, encontraremos a falta de representatividade, tendo um desparelho equilíbrio na quantidade de homens e mulheres nos grupos de trabalho. Além disso, a falta de referência e de liderança feminina também está presente.

Segundo estudos realizados pela Accenture com Girls Code, aproximadamente 18% apenas são mulheres em cargos de CIO/CTO nos EUA.

Perante tais dados, é evidente que não podemos esperar que as coisas aconteçam sozinhas. É essencial que políticas intencionais e condições sejam criadas, a fim de que as mulheres de fato ocupem a liderança e influência na hora de decidir e ingressar nesta área.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More