Especialista dá dicas do que fazer para conseguir o primeiro emprego

Cursar uma graduação pode não ser mais o suficiente para quem tem interesse em começar a vida profissional. Saiba mais.

Na última década, o número de jovens desempregados tem crescido no Brasil, principalmente entre os anos de 2015 e 2016, conforme relatório do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que foi publicado em 2020. Segundo Gustavo Farias, instrutor de liderança na Udemy, cursar uma graduação pode não ser mais o suficiente para quem tem interesse em começar a vida profissional.

“Na maioria das áreas do mercado de trabalho em que se tem uma concorrência acirrada, os estudantes necessitam ter uma preparação com habilidades adicionais quando se formarem, isso se quiserem um emprego com uma boa remuneração”, afirmou o especialista.

Leia mais: O mercado de trabalho e os profissionais com mais de 50 anos

Algumas dicas passadas por Farias para quem quer conquistar o primeiro emprego são: fazer estágios para poder adquirir experiência de forma prática, aprender a usar ferramentas e tecnologias que são bastante populares e tendências do setor no qual está com interesse de atuar e fazer alguns cursos online. “Um dos papéis dos cursinhos online, é poder ajudar de forma rápida os profissionais a conseguirem habilidades que possam abrir algumas novas oportunidades no mercado de trabalho”, completou.

O especialista destaca que nem sempre ter um diploma universitário é a melhor forma para quem anseia por um primeiro emprego qualificado. “Para quem tem vontade de trabalhar na área de TI, pode vir a ser mais interessante aprender uma linguagem de programação ampla, que é usada pelas empresas, no exemplo do Python ou JavaScript”, diz Farias. Para ele, essas habilidades específicas que os profissionais possuem acabam sendo levadas em consideração, mais do que quem possui graduação ou MBA.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More