Lista de exercícios sobre vetor e agente etiológico

Fixação de conteúdo para formas de transmissão de doenças.

0

Para conhecer e prevenir uma doença infecciosa é importante saber qual a forma de transmissão dela. Para isso, é importante conhecer o vetor, que transmite a doença entre os indivíduos, e o agente etiológico, que provoca os sintomas da enfermidade.

Preparamos uma lista de exercícios sobre vetor e agente etiológico para que você possa testar seus conhecimentos sobre a transmissão de doenças.

Você pode conferir o gabarito e salvar essa lista em PDF no final do post!

Exercícios sobre vetor e agente etiológico

1) (ENEM) A malária é uma doença típica de regiões tropicais. De acordo com dados do Ministério da Saúde, no final do século XX, foram registrados mais de 600 mil casos de malária no Brasil, 99% dos quais na região amazônica. Os altos índices de malária nessa região podem ser explicados por várias razões, entre as quais:

a) as características genéticas das populações locais facilitam a transmissão e dificultam o tratamento da doença.
b) a falta de saneamento básico propicia o desenvolvimento do mosquito transmissor da malária nos esgotos não tratados.
c) a inexistência de predadores capazes de eliminar o causador e o transmissor em seus focos impede o controle da doença.
d) a temperatura elevada e os altos índices de chuva na floresta equatorial favorecem a proliferação do mosquito transmissor.
e) o Brasil é o único país do mundo que não implementou medidas concretas para interromper sua transmissão em núcleos urbanos.

2) (MACKENZIE) Assinale a alternativa que não apresenta correspondência entre a doença, o agente causador e o agente transmissor.

a) febre amarela, vírus e Aedes aegypti.
b) dengue, vírus e Aedes aegypti.
c) malária, protozoário e Anopheles.
d) elefantíase, protozoário e Culex.
e) doença de Chagas, protozoário e Triatoma.

3) (UFMS) O texto abaixo é adaptado do jornal O Estado de São Paulo, de 16 de outubro de 2000. “(…) Mesmo sem viajar para uma região onde há malária, um passageiro contraiu a doença. Ao voltar do Líbano, seu voo fez escala na Costa do Marfim – local de risco para a doença. O passageiro nem saiu do avião (…) A empresa aérea está investigando a possibilidade do passageiro ter sido contaminado dentro do avião”.

O passageiro realmente pode ter se contaminado dentro do avião:

a) se bebeu refrigerante em lata diretamente no recipiente contaminado por urina de rato.
b) se as refeições servidas durante o voo estivessem estragadas.
c) se o agente etiológico da malária foi disseminado pelo sistema de ar condicionado do avião e inalado pelo passageiro.
d) pela fala, tosse ou espirro de outro passageiro portador da doença.
e) se um mosquito contaminado entrou na aeronave e picou o passageiro.

4) Todas as doenças abaixo necessitam de vetores, exceto:

a) gripe.
b) doença de Chagas.
c) febre amarela.
d) dengue.
e) leishmaniose.

5) (UFF) Um certo parasita que causa uma doença humana, aloja-se no estômago e depois na glândula salivar do hospedeiro transmissor. A seguir, no ciclo de transmissão da doença para o homem, o parasita invade a corrente sanguínea, depois o fígado, onde se multiplica, atingindo novamente a corrente sanguínea. O parasita, o hospedeiro transmissor e a doença descritos são, respectivamente:

a) Trypanosoma gambiensis / Glossina palpalis / Doença do Sono.
b) Trypanosoma cruzi / Triatoma infestans / Doença de Chagas.
c) Leishmania brasiliensis / Phlebotomus intermedius / Leishmaniose.
d) Plasmodium vivax / Anopheles / Malária.
e) Wuchereria bancrofti / Culex fatigans / Filariose.

6) (UNICAMP) Campinas viveu no verão deste ano a maior epidemia de dengue da sua história e situação semelhante foi observada em outras cidades brasileiras. Indique o vetor dessa virose, onde ele se reproduz e a situação de temperatura que influencia sua reprodução:

a) o vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se no solo e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17° C.
b) o vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água suja e há aumento na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17° C.
c) o vetor do vírus da dengue é o Aedes aegypti. Suas fases imaturas desenvolvem-se na água limpa e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo de 17° C.
d) o vetor do vírus da dengue é o Culex quiquefasciatus. Sua reprodução se dá no solo e sofre aumento em temperaturas abaixo de 17° C.

7) Os vetores são essenciais para transmissão de algumas doenças. A dengue, por exemplo, necessita de um mosquito para que seja transmitida. Alguns vetores servem como meio de transporte para o agente causador, e outros atuam também como local de multiplicação do agente etiológico. Esses últimos tipos são chamados de:

a) vetores biológicos.
b) vetores reprodutivos.
c) vetores etiológicos.
d) vetores mecânicos.
e) vetores autônomos.

8) (ENEM) Uma nova preocupação atinge os profissionais que trabalham na prevenção da AIDS no Brasil. Tem-se observado um aumento crescente, principalmente entre os jovens, de novos casos de AIDS, questionando-se, inclusive, se a prevenção vem sendo ou não relaxada. Essa temática vem sendo abordada pela mídia:

“Medicamentos já não fazem efeito em 20% dos infectados pelo vírus HIV. Análises revelam que um quinto das pessoas recém-infectadas não haviam sido submetidas a nenhum tratamento e, mesmo assim, não responderam às duas principais drogas anti-AIDS. Dos pacientes estudados, 50% apresentavam o vírus FB, uma combinação dos dois subtipos mais prevalentes no país, F e B”. Adaptado do Jornal do Brasil, 02/10/2001.

Dadas as afirmações acima, considerando o enfoque da prevenção, e devido ao aumento de casos da doença em adolescentes, afirma-se que:

I – O sucesso inicial dos coquetéis anti-HIV talvez tenha levado a população a se descuidar e não utilizar medidas de proteção, pois se criou a ideia de que estes remédios sempre funcionam.
II – Os vários tipos de vírus estão tão resistentes que não há nenhum tipo de tratamento eficaz e nem mesmo qualquer medida de prevenção adequada.
III – Os vírus estão cada vez mais resistentes e, para evitar sua disseminação, os infectados também devem usar camisinhas e não apenas administrar coquetéis.

Está correto o que se afirma em:

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

9) A dengue é uma doença viral transmitida pela picada de um mosquito, o qual necessita de água parada para reprodução. A dengue apresenta como vetor:

a) um arbovírus.
b) o mosquito Aedes aegypti.
c) quatro tipos de vírus.
d) o mosquito Aedes aegypti e o vírus arbovírus.

10) (UFTM) O herpes-zóster é uma infecção provocada pelo mesmo tipo de agente etiológico da catapora (varicela-zóster), que pode permanecer latente ou inativo na coluna espinhal e ser reativado depois dos 50 anos de idade, se houver queda expressiva da imunidade, durante tratamentos de quimioterapia, doenças debilitantes ou nos períodos de estresse intenso. São doenças causadas pelo mesmo grupo do agente etiológico do herpes-zóster e da catapora:

a) resfriado comum, caxumba e botulismo.
b) herpes, poliomielite e febre maculosa.
c) meningite, pneumonia e tétano.
d) dengue, AIDS e febre amarela.
e) rubéola, sarampo e cólera.

Gabarito

1 – d
2 – d
3 – e
4 – a
5 – d
6 – c
7 – a
8 – c
9 – b
10 – d

Clique aqui para salvar essa lista de exercícios em PDF!

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.