Feromônios

Nesse artigo você vai conhecer esse sistema de comunicação através de sinais químicos!

0

Você sabe o que são feromônios? Os feromônios são substâncias químicas produzidas por indivíduos de uma mesma espécie para comunicação e reconhecimento.

A presença desses feromônios estimula comportamentos que podem ser tanto de alarme para atenção, quanto para defesa, aumento de produtividade, caça de alimentos ou acasalamento.

A descoberta dos feromônios é recente para a ciência, aconteceu em 1950 quando o pesquisador alemão Adolf Butenandt descobriu uma substância exclusiva em mariposas Bombyx mori.

A quantidade de feromônios no corpo de um animal é tão pequena que Butenandt precisou de 500 mil fêmeas para obter 1 mg de bombicol, nome que ele deu a essa substância.

Quais animais produzem feromônios?

Apesar de os feromônios serem liberados em maior quantidade pelos insetos, proporcionalmente ao tamanho do corpo, outros animais também produzem essa substância química.

Os mamíferos, incluindo os seres humanos, também produzem feromônios e conseguem atrair outros animais da mesma espécie.

É importante ressaltar que cada espécie produz uma substância diferente de feromônios e ela só é reconhecida por membros de sua própria espécie.

Especificidade dos feromônios

Apesar de cada espécie produzir uma substância diferente, nem sempre o feromônio é específico entre raças de uma mesma espécie.

Vamos usar o exemplo dos cachorros: uma cadela no cio emite feromônios para atrair os machos para o acasalamento. Essa emissão de feromônios não atingirá gatos ou porcos que estiverem próximos a ela, no entanto, pode atrair cachorros de qualquer espécie.

Já se observarmos formigas e abelhas, os feromônios são mais intraespecíficos, ou seja, formigas e abelhas de raças diferentes podem não ser capazes de entender os sinais químicos enviados.

A que distância os feromônios podem ser reconhecidos?

Os insetos são os animais mais sensíveis aos feromônios, eles podem captar os sinais a quilômetros de distância.

Algumas mariposas podem sentir os feromônios de sua espécie a 20 km de distância, algumas abelhas podem perceber o odor a 16 km de distância.

Os mamíferos tendem a reconhecer em distâncias menores, no entanto, ela ainda pode atingir vários metros. Nos mamíferos, os feromônios também indicam aos filhotes as tetas que estão produzindo leite para sua alimentação.

Feromônios nos seres humanos

Apesar de a maioria de nós não saber qual o odor dos feromônios, produzimos essas substâncias como qualquer outro mamífero.

Você já deve ter percebido que quando uma mãe pega seu bebê no colo, ele naturalmente procura o peito dela. Isso acontece porque eles são atraídos pela ação dos feromônios.

Os feromônios nos humanos também são capazes de gerar atração entre duas pessoas, mesmo em meio a muitas outras. Além disso, eles atuam diretamente sobre o ciclo menstrual das mulheres.

É extremamente comum que mulheres que não usam nenhum método contraceptivo hormonal e convivem por um determinado tempo com certa frequência, seja na escola, no trabalho ou em casa, tenham seus ciclos menstruais sincronizados.

Isso ocorre porque, em algumas fases do ciclo menstrual, as mulheres produzem mais feromônios e despertam maior interesse nos homens, para atrai-los para a reprodução.

Se todas possuem o ciclo menstrual sincronizado, a competição natural pelos homens estará equilibrada naquele ambiente, onde nenhuma fêmea se sobressai.

Vale ressaltar que a eficácia dos feromônios nos humanos é diminuída pelo grande uso de produtos com odores artificiais como perfumes, hidratantes, desodorantes, sabonetes, xampus e condicionadores.

Tipos de feromônios

Como vimos, os feromônios desempenham várias funções nos animais, por isso existem vários tipos de feromônios:

  • Feromônios sexuais: utilizados para a reprodução;
  • Feromônios de alarme: alertam situações de perigo ou estresse;
  • Feromônios de trilha: sinalizam o local que já estiveram no meio ambiente;
  • Feromônios de ataque: alertam para presença de predadores;
  • Feromônios de agregação: sinalizam fontes de alimentos.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.