Classe Insecta – Insetos

Os insetos, em sua maioria, são animais terrestres.

0

Os insetos, em sua maioria, são animais terrestres com capacidade de voo, característica que lhes permite alcançar fontes de alimentos distantes, além de oferecer maior facilidade de fuga dos predadores.

A permanência desses animais em ambientes muito secos é garantida pela presença de uma epiderme impermeável, por seu tipo de excreção que não gasta muita água e por ter ovo recoberto por uma casca que protege o embrião.

Classificação dos insetos

Os insetos são animais eucariotos pertencentes ao Reino Animalia, Filo Arthropoda (o maior em números de espécies) e a Classe Insecta, a maior do Filo Arthropoda.

Essa classe possui muitas ordens que agrupam os animais com diferentes tipos de morfologias e estruturas anatômicas, como, por exemplo:

  • Tisanuros: traças
  • Anopluros: piolhos
  • Odonatos: libélulas
  • Ortópteros: gafanhotos, baratas, grilos, bicho-pau, louva-a-deus
  • Isópteros: cupins
  • Hemípteros: percevejos
  • Homópteros: cigarras, pulgões e cochonilhas
  • Sifonápteros: pulgas
  • Coleópteros: besouros
  • Himenópteros: formigas, vespas e abelhas
  • Dípteros: moscas e mosquitos
  • Lepidópteros: borboletas e mariposas
Tipos de insetos
Tipos de insetos

Características dos insetos

O corpo desses animais apresenta três regiões:

  • Cabeça: onde estão inseridos a boca, um par de antenas sensoriais e os olhos.
  • Tórax: com três pares de pernas e um ou dois pares de asas.
  • Abdome: onde estão a maior parte dos órgãos internos.

Os insetos são invertebrados mas possuem exoesqueleto de quitina. O exoesqueleto serve para proteger os órgãos internos e dar rigidez ao corpo do animal.

Digestão dos insetos

O tubo digestório é completo, composto de três parte: anterior, média, posterior, sendo a primeira e a última revestidas por quitina.

Na porção anterior acontece o tratamento mecânico dos alimentos, na porção média o enzimático e na posterior a reabsorção da água e formação das fezes.

Como ocorre o processo digestivo dos insetos?

É importante ressaltar que entre os insetos existem vários tipos de aparelho bucal e podem haver variações na digestão dos alimentos. Estamos descrevendo aqui as partes comuns entre eles.

Quando o inseto se alimenta, a digestão é iniciada na boca pelas glândulas salivares, já no tubo digestivo a ação das enzimas ocorre numa região chamada papo.

Depois da ação enzimática, os alimentos são conduzidos ao intestino onde há muitos cecos, ou seja, bolsas. São nesses cecos que acontece a absorção dos nutrientes que serão enviados ao sangue.

Na porção final do intestino acontece a reabsorção de água e formação das fezes que são eliminadas em formato de bolinhas secas.

Anatomia dos insetos

Respiração e circulação dos insetos

A respiração dos insetos é traqueal, ou seja, por traqueias que são tubos finos que transportam o oxigênio até as células e trazem o gás carbônico sem que eles passem pelo sangue.

A circulação é aberta com sangue incolor chamado de hemolinfa.

Excreção dos insetos

A excreção é feita por pelo menos duas centenas de pequenos tubos chamados de túbulos de Malpighi. São eles que lançam as excretas para o intestino.

Sistema sensorial dos insetos

Além das antenas, os insetos tem também olhos compostos (omatídeos) e olhos simples (ocelos).

Algumas espécies podem ter receptores auditivos e há ainda uma comunicação química, que acontece por meio de substâncias odoríferas chamadas de feromônios que permitem os insetos localizarem outros indivíduos da sua espécie.

Reprodução dos insetos

Os insetos possuem sexos separados, têm fecundação interna e a maioria passa por metamorfose que pode ser:

  • Holometábolos: metamorfose completa – fases de larva, pupa e adulto. Quando larva tem uma morfologia completamente diferente, é o caso das mariposas e borboletas.
Metamorfose do tipo holometábolo
Metamorfose do tipo holometábolo
  • Hemimetábolos: metamorfose incompleta – fases de ninfa e adulto. O indivíduo que sai do ovo tem pequenas diferenças com o adulto, é o caso dos gafanhotos.
Metamorfose do tipo hemimetábolo
Metamorfose do tipo hemimetábolo
  • Ametábolos: não passam por metamorfose, é o caso das traças.
Metamorfose do tipo ametábolo
Metamorfose do tipo ametábolo

Importância dos insetos

Os insetos são muito importantes por serem um dos principais agentes polinizadores das angiospermas, fazendo com que essas plantas consigam variabilidade genética.

Eles são importantes para o meio ambiente porque servem como alimento para muitos outros animais.

Além disso, auxiliam na decomposição de matéria orgânica, já que eles se alimentam de restos orgânicos.

No entanto, alguns insetos também podem causar doenças, tanto em plantas quanto em seres humanos. Por isso é tão necessário que o meio ambiente esteja em equilíbrio.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.