Ministério da Saúde divulga manual para confecção de máscaras caseiras

Após abranger o uso de máscaras para demais grupos da população, Ministério da Saúde deve divulgar um vídeo para incentivar a produção caseira de máscaras.

0

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, as pessoas têm ido em busca de máscaras de proteção, o que fez com que muitas delas ficassem em falta nas prateleiras.

Diante da escassez do material, a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na nota técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020, era a de que o uso da máscara cirúrgica fosse feito somente por pacientes com sintomas de infecção respiratória, profissionais de saúde e de apoio que dão assistência a menos de um metro do paciente suspeito ou caso confirmado.

No entanto, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, passou a recomendar o uso de máscaras de pano para demais grupos da população, sendo uma espécie de barreira física contra o contágio da Covid-19. Inclusive, na última quinta-feira, 2 de abril, o site do Ministério lançou um manual de como fazer as máscaras em casa.

“Máscaras de pano para uso comunitário funcionam muito bem e não são caras de fazer. Porque, agora, é lutar com as armas que a gente tem. Não adianta a gente lamentar que a China não está produzindo. Vamos ter que criar as nossas armas, e elas serão aquelas que nós tivermos”, destacou Mandetta.

Fácil e prática de se fazer, as máscaras caseiras estão se popularizando por todo mundo e qualquer um pode fazer com os materiais que tiver em casa. O Ministério da Saúde do Brasil também irá lançar uma campanha digital em prol da mobilização da população para a fabricação das próprias máscaras de pano.

“Você pode fazer uma máscara ‘barreira’ usando um tecido grosso, com duas faces. Não precisa de especificações técnicas. Ela faz uma barreira tão boa quanto as outras máscaras. A diferença é que ela tem que ser lavada pelo próprio indivíduo para que se possa manter o autocuidado. Se ficar úmida, tem que ser trocada. Pode lavar com sabão ou água sanitária, deixando de molho por cerca de 20 minutos”, ressaltou o ministro da Saúde.

Especificações

No manual são apresentadas algumas especificações, as quais são necessárias seguir, visando a eficácia dos equipamentos:

  • Possuir, ao menos, duas camadas de pano (dupla face);
  • Ser individual, ou seja, não pode ser compartilhada com ninguém;
  • Ser feita com materiais de tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos (todos desenhados e higienizados corretamente);
  • Confeccionada na medida correta, cobrindo totalmente a boca e o nariz, e estando bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais;
  • Ser bem higienizada.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.