Netflix vai taxar usuários que compartilham a senha com terceiros

Decisão levantou polêmica entre os usuários do serviço de streaming.

Em março deste ano, a Netflix fez uma declaração que desagradou a muitos de seus usuários. A empresa confirmou que está procurando meios para taxar assinantes que compartilham a conta com outros indivíduos. Agora, os titulares deverão pagar valores adicionais para cada pessoa que acessar a conta fora do endereço cadastrado.

Leia mais: Veja o que tem de novidade na Netflix em abril

Quem será atingido pela nova medida?

Atualmente, existem diversas opções de aplicativos de streaming além da Netflix, como Primer Video, Disney Plus, Globo Play e HBO Max. Por conta disso, aproveitar os filmes e séries desses serviços pode pesar bastante no bolso. Logo, qualquer promoção ou meio de reduzir esses preços, como dividir a conta com conhecidos, pode ajudar a diminuir bastante esses custos. Entretanto, a Netflix parece querer restringir essa alternativa.

Isso porque a empresa pretende cobrar um valor extra para usuários que acessem a conta em endereços diferentes daquele usado na hora de fazer o cadastro.

Por enquanto, usuários brasileiros não serão atingidos pelas novas taxas do serviço de streaming. Isso porque, inicialmente, a atualização chegará a apenas três países: Chile, Costa Rica e Peru. Caso tenha efeitos positivos nessas regiões, a medida poderá chegar a outros lugares do mundo.

Qual é o valor da taxa extra?

Segundo informações divulgadas pela própria Netflix, as taxas devem variar de acordo com a economia de cada país. Confira:

  • Chile: 2.380 CLP;
  • Costa Rica: US$ 2,99;
  • Peru: 7,9 PEN.

No geral, esses valores equivalem a cerca de R$ 15, mas o preço oficial no Brasil ainda não foi divulgado. Porém, para ter uma noção de quanto essa taxa pode custar aqui, é só entender que ela corresponde a cerca de 30% do valor do plano mais básico. Aqui no Brasil, como essa opção custa R$ 25,90, a taxa pode ficar entre R$ 7 e R$ 8.

Porém, algumas pessoas ainda se mantêm positivas sobre a possibilidade dessa atualização não chegar ao país. Afinal, esse é um processo que ainda está em teste e não foi divulgado oficialmente para terras brasileiras.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More