O que é uma Cerimônia Ecumênica? Como Funciona e Características

Uma cerimônia é considerada ecumênica quando ocorre um culto religioso entre diferentes denominações.

0

Uma cerimônia é considerada ecumênica quando ocorre um culto religioso entre diferentes denominações. O adjetivo ecumênico também pode ser aplicado a qualquer iniciativa que encoraje uma maior cooperação entre diferentes religiões.

O ecumenismo (do grego οἰκουμένη que significa “o mundo habitado”) refere-se a iniciativas destinadas a uma maior cooperação religiosa. Engloba diferentes grupos, especialmente dentro da fé cristã.

O “Movimento Ecumênico” ganhou destaque no século XX como uma coalizão de grupos afins que buscavam restaurar a comunhão religiosa que se perdera com a fragmentação da Igreja Católica em diferentes grupos.

Historicamente, o termo “ecumênico” foi originalmente usado no contexto de grandes concílios ecumênicos. Eles eram organizados sob os auspícios dos imperadores romanos para esclarecer questões da teologia e doutrina cristãs. Esses “Concílios Ecumênicos” reuniram bispos da época.

Houve um total de sete concílios ecumênicos aceitos pela Ortodoxia Oriental e pelo Catolicismo Romano antes da Grande Cisma. Assim, o significado moderno do mundo “ecumênico” e “ecumenismo” deriva desse sentido pré-moderno de unidade cristã e do impulso de recriar essa unidade novamente.

Hoje, a palavra “ecumenismo” pode ser usada de três maneiras diferentes:

1 – Refere-se mais comumente a uma maior cooperação entre diferentes grupos ou denominações cristãs.

2 – Pode significar ir além da cooperação para a ideia de que deveria haver uma única igreja cristã para restaurar a unidade religiosa.

3 – Em seu sentido mais amplo, o ecumenismo funde-se com o movimento inter-religioso. Ele busca respeito mútuo, tolerância e cooperação entre as religiões do mundo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.