Origem da vida – Experimentos de Redi e Pasteur

Da abiogênese até a biogênese, vamos conhecer esse caminho?

0

Durante muito tempo a origem da vida foi uma incógnita e muitos cientistas acreditavam na teoria da abiogênese.

De acordo com a abiogênese, os seres vivos eram resultado da geração espontânea a partir de um princípio ativo. Essa teoria admitia, por exemplo, que um rato poderia surgir de uma camisa suja de suor humano junto com um pouco de germe de trigo.

Para provar que essa teoria estava errada, muitos cientistas tentaram fazer experimentos e postular teorias, entre eles Redi e Pasteur.

Experimento de Redi

O italiano Francesco Redi (1626-1697) foi um médico e cientista muito questionador. Ele foi um dos primeiros a levantar a hipótese de que a teoria da abiogênese não estaria correta.

Redi realizou um experimento utilizando alguns frascos, carne e gaze. Ele colocou um pedaço de carne em todos os frascos. Um frasco foi bem tampado, outro foi deixado aberto e outro foi coberto com gaze muito fina.

Após algum tempo, ele observou que:

  • No frasco tampado não haviam larvas, que Redi chamava de vermes.
  • No frasco aberto haviam muitas larvas que depois se transformaram em novos insetos.
  • No frasco com gaze haviam insetos sobrevoando e eles botaram ovos nas gazes. Desses ovos surgiram larvas que tentaram atravessar a gaze atraídos pelo cheiro da carne.

Depois desse experimento, Francesco Redi concluiu que a vida só poderia surgir de outra vida preexistente e teve sua hipótese aceita por outros cientistas, criando assim a teoria da biogênese.

A partir de então, a abiogênese começou a perder a credibilidade na comunidade científica. No entanto, a origem dos microrganismos como bactérias ainda era um mistério pois os cientistas não acreditavam que seres tão pequenos poderiam se reproduzir.

Biogênese - Experimento de Redi
Biogênese – Experimento de Redi

Experimento de Pasteur

Durante quase 2 séculos, as ideias de Redi foram as únicas comprovadas na teoria da biogênese.

Foi somente em meados do século XIX que Louis Pasteur (1822-1895), um cientista francês, conseguiu provar definitivamente que todos os seres vivos, inclusive os microrganismos, eram originados a partir de outros seres vivos.

Em 1860, a Academia Francesa de Ciências ofereceu um prêmio a quem conseguisse provar a origem dos microrganismos e foi então que Pasteur realizou seu experimento.

Ele usou frascos de vidro com gargalos esticados, alguns de forma reta e outros curvados em formato de “pescoço de cisne”, assim o ar poderia entrar livremente.

Pasteur criou um caldo nutritivo feito com água, açúcar e fungos em suspensão. Ele colocou um pouco do caldo em cada frasco e ferveu até que saísse vapor nos gargalos e todos microrganismos do caldo estivessem mortos. Depois deixou os frascos esfriando em temperatura ambiente.

Após observar alguns dias, Pasteur percebeu que nos frascos com gargalo reto haviam surgido microrganismos no caldo nutritivo. Já nos frascos com gargalo em formato de pescoço de cisne não havia nada, apesar de também terem uma entrada de ar disponível.

Ele então decidiu quebrar o gargalo de alguns frascos sem contaminação e percebeu que após alguns dias eles também estavam repletos de microrganismos no caldo.

Biogênese - Experimento de Pasteur
Biogênese – Experimento de Pasteur.

Esse experimento mostrou que os organismos estavam presentes no ar e que, ao entrarem em contato com o caldo nutritivo, eles tinham um meio adequado para se reproduzirem.

Os frascos com gargalo curvado funcionaram como um filtro para os microrganismos que ficaram retidos nas curvas e não entraram em contato com o caldo nutritivo.

Ficou provado que, mesmo sendo fervido, o caldo ainda serviu como fonte de nutrientes para desenvolvimento dos seres vivos, ou seja, ele não perdeu a “força vital” defendida pelos adeptos da abiogênese.

A partir de então, a teoria da biogênese ficou provada, sepultando completamente a teoria da abiogênese.

Os experimentos de Pasteur também trouxeram muitos avanços na medicina, já que o princípio de matar microrganismos elevando a temperatura começou a ser utilizado nos hospitais, diminuindo drasticamente a disseminação de infecções.

Ainda hoje esses princípios são utilizados na indústria alimentícia para retirar microrganismos de alimentos num processo chamado de pasteurização.

Curiosidade

Você sabia que os frascos originais do experimento de Pasteur, que tinham o gargalo curvado e não foram contaminados, podem ser vistos no Instituto Pasteur em Paris? E, mesmo depois de séculos, eles ainda permanecem sem contaminação.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.