Plano de aula – Ensinando cálculo mental com jogos – 1º ano do Ensino Fundamental

Veja um plano de aula para ensinar a construir fatos básicos da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo mental para resolver problemas.

0

Muitas atividades do nosso cotidiano requerem a realização de cálculos mentais. Quando vamos ao supermercado e conferimos o troco, por exemplo, o que fazemos é subtrair valores mentalmente.

Desse modo, o cálculo mental relaciona-se com aptidão e agilidade para realizar operações matemáticas apenas com o cérebro, sem precisar de papel, caneta, calculadora ou qualquer outro objeto.

É importante que o cálculo mental seja trabalhado ao longo da vida escolar, para que haja o desenvolvimento de estratégias de cálculo, começando com o entendimento de números simples até os cálculos mais complexos.

A seguir, apresentamos um plano de aula para estimular o cálculo mental com jogos.

Vamos te mostrar um jogo divertido para ensinar a construir fatos básicos da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo mental para resolver problemas.

Plano de aula – Ensinando cálculo mental com jogos

TEMA: Cálculo mental na operação de adição

TEMPO SUGERIDO: 1 hora

HABILIDADES BNCC: (EF01MA06) Construir fatos básicos da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo para resolver problemas.

OBJETIVOS:

  • Desenvolver estratégias de cálculo mental para resolver problemas de adição;
  • Resolver cálculos de adição com agilidade e sem o uso de papel, lápis ou qualquer outro objeto.

MATERIAL NECESSÁRIO:

  • Cartolina branca
  • Canetas ou pincéis coloridos
  • Régua

DESENVOLVIMENTO:

Crie um quadro com os números de 0 a 9. Você pode utilizar os materiais sugeridos ou outros de sua preferência.

Em papéis pequenos, escreva números variados entre 1 e 20 e dobre-os.

Quadro de números.
Quadro de números.

Divida os alunos em duplas. Cada dupla deve selecionar um papel dobrado e encontrar no quadro de números, dois ou no máximo três números cuja soma tenha como resultado o número escrito no papel.

Por exemplo, se o número do papel for 16, espera-se que a dupla aponte os números 8 e 8 ou 9 e 7.

Se os números falados pela dupla estiverem corretos, a dupla ganha um ponto e os números que eles falaram são eliminados do quadro, você pode marcá-los com um X, por exemplo.

Em algum momento do jogo, faltarão números no quadro, você poderá seguir com uma nova rodada ou encerrar. A dupla que tiver mais pontos, vence o jogo.

Esse jogo poderá ser adaptado para trabalhar as outras operações matemáticas.

Observe o desenvolvimento dos alunos e vá incorporando as operações uma a uma. Nesse caso, além do número sorteado, a dupla poderá sortear a operação a ser realizada.

AVALIAÇÃO: 

A avaliação poderá ser feita observando o desenvolvimento e participação dos alunos durante o jogo.

Veja como eles trabalham em dupla para chegar ao resultado correto, quanto tempo levam e se apresentam ou não dificuldades.

Além disso, faça perguntas como: O que acharam do jogo? Vocês utilizaram alguma estratégia pessoal para identificar os números corretos? Quais são as estratégias?

Para baixar esse plano em PDF, clique aqui!

Você também pode se interessar:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.