Raio-X registra 109 animais vivos na bagagem de mulheres no aeroporto

Os funcionários do aeroporto conseguiram identificar os animais por meio do Raio-x, e então acionaram as autoridades tailandesas.

Esse é mais um caso lamentável de prisão por tráfico de animais, que aconteceu em Bangkok, a cidade mais populosa da Tailândia. No caso, os animais estavam escondidos nas bagagens de duas mulheres indianas, Nithya Raja, de 38 anos, e Sulthana Ebrahim, de 24. Mas o que realmente chamou a atenção nessa história é o número impressionante de 109 animais dentro de duas malas.

Ademais, todos esses animais eram selvagens, e alguns até mesmo pertenciam a espécies ameaçadas de extinção.

Leia Mais: Policiais e hackers se juntam para combater crimes digitais.

50 lagartos em malas

Não se sabe ao certo quais os contatos que essas mulheres teriam dentro da Tailândia e qual seria o destino final desses animais. Entretanto, a equipe de funcionários do aeroporto de Bangkok conseguiu rapidamente agir assim que notou que se tratava de um caso de contrabando. Logo após o raio-X detectar o conteúdo estranho nas malas, as autoridades foram acionadas e realizaram a inspeção.

Raio-X da mala

 

Então veio a grande surpresa, pois as duas malas estavam cheias de animais ainda vivos, que seriam vendidos em solo tailandês. Ao todo foram cinquenta lagartos, dois porcos-espinhos brancos, dois tatus, trinta e cinco tartarugas e 20 cobras. Tratam-se, portanto, de animais nativos da Índia e considerados raros. Por essa ocasião, as duas mulheres foram acusadas de violar a Lei de Conservação e Proteção da Vida Selvagem.

Tráfico de animais é um grande problema na Tailândia

Nas últimas décadas, os defensores da causa animal na Tailândia se esforçam para impedir o tráfico recorrente no país. São vários os casos de registros como esse, que as autoridades flagram com frequência em aeroportos, estradas e estações de trem. Todavia, nem todos conseguiram chamar tanto a atenção quanto esse, dado o número de animais vivos em malas.

Porém, essa história se enquadra dentro do histórico de transporte e venda de animais raros e exóticos. Trata-se, portanto, de um mercado milionário que impulsiona muitos criminosos a arriscarem as suas vidas nessas missões ilegais.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More