Quem tem prioridade no auxílio Brasil?

A fila de espera das famílias eleitas para o programa excede o número de valor permitido pelo governo.

O Auxílio Brasil é o maior programa de transferência de renda do país, com cerca de 18,1 milhões de beneficiários atualmente. O plano é que no dia 9 de agosto já comece a pagar o novo valor de R$ 600,00, mas a liberação de cronogramas de pagamento e crescimento de valor nos próximos cinco meses não são as únicas novidades. Além desses fatores, o Governo Federal planeja uma nova inclusão em massa, além de ampliar o benefício com previsão para o mês que vem. Saiba mais

Leia mais: “Dá para manter até ano que vem”, diz Bolsonaro sobre Auxílio Brasil de R$ 600

Mais dinheiro para incluir novas famílias no programa

A medida será viabilizada com a chamada Proposta de Emenda Constitucional, a PEC da Previdência, que, aprovada pelo Congresso, libera mais de R$ 41 milhões para criar e ampliar benefícios para a população. Além disso, mais da metade do valor foi destinado ao Auxílio Brasil, tendo como objetivo o aumento das parcelas mensais do benefício para R$ 600 entre agosto e dezembro.

No entanto, o Ministério da Cidadania também planeja usar parte do orçamento para trazer cerca de 1,7 milhão de novas famílias vulneráveis ​​ao programa.

Grandes filas de espera de famílias vulneráveis

O Ministério também alegou que o número de novos benefícios do programa não foram suficientes para acabar com a lista de espera do Auxílio Brasil. Ou seja, o número de brasileiros esperando pelo benefício era muito maior do que a quantidade disponível para agregá-los.

Segundo Marcelo Neri, diretor do FGV Social, a fila de espera para o programa continua crescendo devido à pobreza generalizada e ao impacto da inflação na renda dos brasileiros. O aumento para R$ 600,00 também incentivou muitos grupos desfavorecidos a buscarem se inscrevem no programa.

Lista de prioridade para entrar no programa:

  • Pessoas submetidos ao trabalho infantil;
  • Pessoas livres de trabalhos análogos ao escravo;
  • Quilombolas;
  • Indígenas;
  • Catadoras de materiais para reciclagem;
  • Além de outras categorias permitidas e fundamentadas pelo Ministério da Cidadania.

Ademais, existem requisitos pré-determinados para a aceitação do Auxílio Brasil. Veja quais são eles abaixo:

  • Primeiramente, estar cadastrado no sistema do CadÚnico (Programas Sociais do Governo Federal);
  • É necessário também ser escolhido pelo Ministério da Cidadania, de acordo com suas prioridades;
  • Por fim, estar categorizado em situação de pobreza ou de extrema pobreza.
você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More