Relatório individual do aluno no Ensino Fundamental

Confira alguns modelos e sugestões para inspiração na hora de escrever um relatório individual do aluno no ensino fundamental.

0

O relatório individual do aluno, tem como função comunicar os pais sobre o desenvolvimento dos filhos. Isso no final do ano letivo ou em qualquer outro período determinado pela própria instituição de ensino.

Nesse relatório, devem consta os pontos em que o estudante avançou ou teve dificuldades durante a etapa. Essas observações devem ser feitas de acordo com o perfil de cada aluno, e com muito cuidado aos aspectos que possuam ambiguidades.

O Ensino Fundamental, é um dos níveis de ensino básico e atende crianças a partir dos 6 anos de idade. Nesse período, novas áreas do conhecimento são aplicadas. Por isso, é fundamental que os pais tenham consciência do desenvolvimento do filho.

Então, confira agora alguns modelos de relatório individual do aluno no ensino fundamental.

Relatório individual do aluno no ensino fundamental

Modelo 1

Nesta etapa, (nome do estudante) conseguiu se desenvolver muito bem em todas as propostas. Seu progresso ficou visível, principalmente na escrita e na leitura.

(nome do estudante) também está sempre atento à correção da ortografia e demonstra muita afinidade pela leitura. Consegue interpretar bem os textos e identifica os gêneros. Sua fluência na leitura é impressionante.

Possui muita facilidade com os números. Reconhece os números do 1 ao 1000 e opera contas de adição e subtração.

Sua frequência nas aulas é excelente e todas as atividades são entregues dentro dos prazos estabelecidos.

Com isso, parabenizamos (nome do estudante) e a participação dos familiares nesse processo.

Modelo 2

(nome do estudante) é uma pessoa muito meiga, carismática e inteligente. Possui um ótimo relacionamento com a turma. Mas, neste semestre, tivemos a necessidade de conversar muitas vezes sobre comportamento e limites.

Quando lhe dão atenção ou se mostram preocupados com seus problemas, (nome do estudante) geralmente se acalma e fica mais concentrado.

Logo, maior participação dos pais em suas atividades escolares proporcionará um melhor desenvolvimento dentro de sala de aula.

(nome do estudante) possui muita facilidade na hora de resolver continhas de adição, subtração e multiplicação. Consegue raciocinar muito bem na hora de resolver os problemas matemáticos.

Na parte oral-escrita, se expressa muito bem. Além de saber definir o seu ponto de vista com concisão. Já na escrita, sua ortografia precisa ser trabalhada. Uma sugestão, é comprar um caderno de caligrafia para praticar em casa.

(nome do estudante) possui um bom conhecimento, mas precisa trabalhar com mais textos, pois não consegue detalhar bem os acontecimentos.

Alguns aspectos precisam ser trabalhados em (nome do estudante). Mas, de modo geral, é uma criança com muito potencial e temos a certeza de que conseguirá melhorar nos pontos citados.

Modelo 3

(nome do estudante) possui muita dificuldade para se comunicar com os outros colegas de sala. No início do ano letivo, possuía muita dificuldade em algumas áreas e um baixo desempenho.

Já nas atividades propostas em sala, não mostrava participação ou qualquer estímulo para resolver as questões. As atividades para casa também não foram entregues dentro do prazo estabelecido.

Algumas alternativas foram testadas pelos professores, como atividades mais lúdicas, reunião com os pais, reforço escolar e até visitas domiciliares. Tudo para que (nome do estudante) se sentisse mais inserido na instituição.

Houve pouca mudança, mas podemos considerar que foi um grande passo. Hoje consegue desenvolver melhor as palavras e ainda possui mais familiaridade com os números. Porém, não o suficiente para agir com autonomia.

Uma sugestão, é a procura de acompanhamento profissional e maior participação da família com a escola. Com isso, é possível obter melhorias e ainda avançar na aprendizagem.

Modelo 4

(nome do estudante) é inteligente e comunicativo. Seu relacionamento com os colegas é ótimo e sempre está disposto a ajudar. Diminuiu as conversas paralelas durante as explicações, porém devemos continuar incentivando sua participação nas aulas.

Nas questões matemáticas, interpreta bem os probleminhas e consegue associar os números. Mas, por falta de atenção, acaba errando algumas questões. Mesmo sabendo o conteúdo.

Possui muita facilidade com a escrita, mas por aglomerar muitas palavras acaba tendo o entendimento do texto prejudicado. Já na oralidade, consegue organizar bem os seus pensamentos.

Seu crescimento é visível e a participação dos familiares contribuiu muito para esse avanço. Por isso, acreditamos que vencerá esses pequenos impedimentos.

Modelo 5

(nome da estudante) possui um excelente potencial. Sua relação com os colegas de classe é muito pacífica e, sempre que necessário, os ajuda nas atividades.

Sempre está disposta a aprender mais e faz todas as atividades com muito zelo e capricho. Além disso, consegue resolver muito bem as contas de adição, subtração e multiplicação.

Os problemas matemáticos sempre são muito bem interpretados. Seu raciocínio lógico é considerado excelente para resolver as atividades.

Como uma pessoa muito concisa, sempre consegue explicar os seus pensamentos. A escrita é muito boa e ainda conseguiu melhorar muito.

Em sala de aula está sempre prestando atenção e participando das atividades propostas pelos professores. Gosta muito de auxiliar os colegas na hora de resolver os exercícios.

No geral, (nome da estudante) teve um ótimo desenvolvimento, uma boa frequência e uma excelente participação dos pais.

Modelo 6

(nome do estudante) é muito esperto. Aprende com muita facilidade e ainda atende facilmente às ordens e regras estabelecidas pelos professores. Sabe trabalhar muito bem em equipe.

Apesar de sua disciplina, precisa melhorar a concentração, pois possui dificuldade em resolver algumas atividades com segurança e independência. Além disso, precisa melhorar também na leitura, pois ainda tem dificuldade na hora de assimilar algumas frases.

Uma sugestão, é exercitar em casa a leitura constante. Isso trará mais segurança e o auxiliará a aprender e organizar melhor as ideias.

Outro ponto observado é em relação aos materiais necessários em sala de aula. Alguns são esquecidos constantemente e isso atrapalha em sua participação nas atividades.

Veja também: Relatório individual do aluno na educação infantil

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.