Renault abandona mercado russo, mas deixa opções

O conflito no leste europeu iniciado pela Rússia vem custando muito caro para o país liderado por Putin. Entenda!

A guerra que está ocorrendo no leste europeu, fruto da invasão russa à Ucrânia, vem ocasionando diversos problemas, tanto para o mundo quanto para os dois países envolvidos diretamente nesse conflito.

Em vista disso, no dia 27 de abril, o ministro de Comércio e Indústria da Rússia, Denis Manturov, anunciou que o grupo automobilístico francês Renault está deixando o mercado russo. No entanto, diferente das outras empresas que também deixaram o país, a Renault conservou o direito de recompra dos seus ativos dentro de um período de cinco a seis anos.

Não obstante, durante uma visita a Tashkent, no Uzbequistão, Manturov disse à agência de notícias russa Interfax: “Comprar não está nos nossos planos, muito menos nacionalizar. Mas se as empresas não podem garantir o fornecimento de componentes, não podemos esperar para sempre. Seremos obrigados a buscar alternativas”.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More