Trava-línguas infantil: Atividade ajuda a melhorar dicção das crianças

Além de divertir, o trava línguas é uma estratégia usada para desenvolver a dicção ou até mesmo resolver problemas de dicção.

0

Quem nunca se enrolou na hora de falar um trava-línguas? Isso ocorre devido a semelhança sonora das suas sílabas.

Desde os mais simples, como “três pratos de trigo para três tigres tristes”, até os mais longos e complexos, eles costumam ser praticados na infância.

Além de aperfeiçoadores da pronúncia, os trava-língua servem para divertir e provocar disputa entre amigos. Isso porque, mesmo sendo embaraçosos, geram boas gargalhadas e alegria.

É essencial sua prática na infância uma vez que, por exercitar os músculos envolvidos na fala, esses jogos verbais ajudam a melhorar a dicção (a maneira de articular ou pronunciar as palavras).

Há obras divertidíssimas, muito lúdicas e ilustrativas, com trava-línguas pensados especialmente para crianças que estão aprendendo a falar ou a ler.

Veja a seguir exemplos de trava-línguas infantil para divertir as crianças.

 Fia, fio a fio, fino fio, frio a frio.

O pelo do peito do pé do Pedro é preto.

 Luíza lustrava o lustre listrado; o lustre lustrado luzia.

Fala, arara loura. A arara loura falará.

Bote a bota no bote e tire o pote do bote.

Trazei três pratos de trigo para três tigres tristes comerem.

O rato roeu a roupa do Rei de roma, a rainha com raiva resolveu remendar.

Num ninho de mafagafos, cinco mafagafinhos há! Quem os desmafagafizá-los, um bom desmafagafizador será.

A Iara agarra e amarra a rara arara de Araraquara.

Em rápido rapto, um rápido rato raptou três ratos sem deixar rastros.

Bagre branco, branco bagre.

O padre pouca capa tem, porque pouca capa compra.

Teto sujo, chão sujo.

Se o Pedro é preto, o peito do Pedro é preto e o peito do pé do Pedro também é preto.

O pinto pia, a pipa pinga. Pinga a pipa e o pinto pia. Quanto mais o pinto pia mais a pipa pinga.

Importância do trava-línguas para as crianças

A recitação dos trava-línguas, além de divertir os pequenos, auxilia no desenvolvimento dos músculos envolvidos na fala, favorecendo uma pronúncia mais clara das palavras, especialmente das sílabas mais difíceis, além de contribuir para o aumento do vocabulário.

Porém, é preciso ficar atento quanto a complexidade do trava-línguas de acordo com a idade da criança.

A pronúncia deve começar devagar, dando tempo para que a criança pronuncie corretamente e articule bem os sons. A medida da recitação, vai-se aumentando a velocidade.

A brincadeira pode ser feita mesclando várias velocidades diferentes.

Crianças a partir dos dois anos já podem recitar trava-línguas simples. Progressivamente, a aquisição dos fonemas vai sendo articulada até os cinco anos, o que justifica o ato de antes dessa idade, muitos fonemas não serem pronunciados corretamente.

Em geral, crianças com dois anos estão começando a pronunciar o som da letra “l”, como em “lápis”. Sons como o de “lh” em “galho”, o de “r” em “laranja”, assim os
encontros consonantais como “tr”, “br”, “fr”, “cr”, “gr”, “bl” e “pl” demoram ainda mais a ser adquiridos.

Dentro disso, trava-línguas e poesias ricas em aliterações podem ajudar no processo.

Veja também: Conheça e divirta-se com os trava-línguas mais difíceis do Português!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.