Vale a pena investir na Eletrobras usando o FGTS?

Muitas pessoas estão com essa dúvida. Confira aqui se vale a pena ou não fazer esse investimento para se decidir.

Não é novidade para ninguém que a Eletrobras foi privatizada neste ano. De fato, com a privatização da antiga estatal, os trabalhadores que recebem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão sacar até 50% do valor do fundo com a finalidade de poder investir na empresa.

Leia também: Eletrobras anuncia data de início de oferta de ações; Confira!

Nesse sentido, o investimento pode ocorrer por intermédio dos Fundos Mútuos de Privatização (FMP), ou seja, o trabalhador pode fazer a compra de cotas relativas a esse fundo, então, podendo receber ganhos de rendimentos a partir da venda dessas cotas. No entanto, surge uma dúvida acerca dessa dinâmica: vale a pena investir na Eletrobras usando o FGTS?

Na realidade, de acordo com a visão de Vitorio Galindo, analista de investimentos CNPI e head de análise fundamentalista da Quantzed, caso o investidor ache que a Eletrobras configura-se como um investimento atrativo, que a companhia possui bons fundamentos e margem de segurança e já gostaria de começar a investir na empresa de forma imediata, independentemente de qual dinheiro usaria, aí sim pode ser uma oportunidade aproveitar o FGTS para o investimento.

“Por outro lado, se ele avaliar que a ação não é bom investimento, então não vale a pena entrar só por conta da facilidade do FGTS. Só é boa oportunidade se realmente tiver estudado, analisado bem e concluído que ações são uma boa. Porque aí o FGTS vem como recurso a mais para fazer o investimento. Só o fato de poder usar o FGTS por si só não é garantia de oportunidade se o investidor não vê a ação como positiva”, explica Galindo.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More