10 Brincadeiras Indígenas

Os indígenas são povos extremamente importante na história do Brasil, além disso, foram responsáveis por transmitiram hábitos, costumes e até mesmo brincadeiras que são utilizadas até hoje.

0

Sabemos que o mundo possui uma diversidade cultural imensa. No Brasil por exemplo, cada povo possui costumes, hábitos e manifestações singulares uma das outras. Para ilustrar isso, os índios, por exemplo, possuem uma enorme riqueza de detalhes e também devido a simplicidade em sua cultura. Este, é povo essencial para a formação do nosso país também nos transmitiram hábitos, costumes e até mesmo brincadeiras que são usados até hoje. Por essa razão, decidimos listar 10 jogos e brincadeiras indígenas para educação infantil, mas que também pode ser aplicada entre crianças e adultos, para que possam se divertir entre si e conhecer uma nova cultura.
Confira:

Veja também: 5 Objetos De Uso Cotidiano que Vieram Dos Índios Brasileiros

1 Arco e Flecha

Arco e Flecha

Essa é comumente conhecida entre as crianças e adultos. Coloca-se o alvo geralmente na parede. O objetivo dessa brincadeira é acertar o alvo em cheio ou em um ponto mais próximo possível.

2 Tobdaé

Tobdaé

Trata-se de um jogo com origem das tribos indígenas, como entre os Xavantes, do Mato Grosso. Similar a tradicional brincadeira de queimada, mas essa, se joga em duplas, e, ao invés de uma bola, usam-se petecas. Com algumas petecas para cada participante (podem ser umas três, ou usar a mesma várias vezes), uma deve atingir a outra, ao mesmo tempo em que tenta desviar dos lances do adversário. Quem for “queimado”, é eliminado  da brincadeira.

3 Briga de Galo

Briga de Galo

Nessa brincadeira, duas crianças por vez devem ficar em uma perna só, paradas e com os braços cruzados. O objetivo é fazer com que sua dupla coloque o outro pé no chão através do empurra empurra dos ombros apenas. Quem perder o equilíbrio e colocar o outro pé no chão sai da brincadeira.

4 Adugo ou Jogo da Onça

Adugo ou Jogo da Onça

Sendo conhecido na tribo Bororo na região do Pantanal, Mato Grosso, neste jogo, define-se os participantes como onça ou cães. O objetivo é a onça tentar capturar pelo menos cinco cães para bloquear o jogo, no qual o empate é uma vitória para a onça. A onça-pintada move-se primeiro e alterna as voltas daí em diante, tenta capturar os cães pelo salto curto.

5 Arranca Mandioca

Arranca Mandioca

Advinda de algumas tribos indígenas, essa brincadeira consiste na seguinte atividade: Uma criança abraça primeiro com força um tronco de árvore, em seguida as outras crianças vão uma a uma se abraçando a essa criança. Outra criança deve ser escolhida com a coletora de mandiocas da vez e deverá puxar a última criança da fila e tentar fazê-la se soltar da fila. Pode-se fazer cócegas para ajudar a soltar as crianças. Cada criança que se solta deve ajudar o coletor da vez a ir arrancando as próximas ‘mandiocas’ uma a uma.

6 Peteca

Peteca

Essa é uma brincadeira famosa de origem indígena. Os participantes ficam em círculo para jogar em grupo ou um de frente para o outro no caso de apenas dois jogadores. A peteca deve ser lançada de um participante para a outro batendo no fundo dela com a palma da mão, como um jogo de lançar bolas. Aquele que deixar a peteca cair é eliminado da brincadeira.

7 Cabo de Guerra

Cabo de Guerra

Brincadeira comum entre as crianças, o chamado O ‘Cabo de Guerra’ é uma competição indígena muito simples. Deve-se ter apenas uma corda reforçada e um punhado de crianças ou adultos que forem participar da brincadeira. Os participantes devem ser divididas em 2 grupos com o mesmo número de integrantes, um grupo vai puxar a corda para um lado e o outro grupo vai puxar para o lado oposto. Vence o grupo que puxar mais forte, com isso a corda vem pro lado campeão.

8 Corrida do Saci

Corrida do Saci

Primeiramente, deve-se traçar uma linha na terra ou quadra para definir o local de largada e outra para o ponto de chegada. Os participantes deverão correr em um pé só, como um saci, até a linha de chegada, quem conseguir primeiro vence a brincadeira.

9 Toloi Kunhugu ou Gavião e Passarinhos

Toloi Kunhugu ou Gavião e Passarinhos

 

Para realizar essa brincadeira, deve-se desenhar uma árvore bem grande com vários galhos de acordo com o número de participantes presentes, no qual um será o gavião da vez e as outras os passarinhos que precisam defender seus ninhos.

Inicia-se da seguinte forma: O gavião sai à caça dos passarinhos, que saem dos seus ninhos e vão para um local próximo à “árvore”, batendo os pés no chão e fazendo uma cantoria. Agachado, o dono da brincadeira sai em direção aos passarinhos. Perto do grupo, o gavião salta e tenta pegar aquele que não voltou ao ninho. E assim vai fazendo até pegar todos. O último a ser pego vira o gavião.

10 Fubeca ou Bolinha de Gude

Fubeca ou Bolinha de Gude

Esta brincadeira indígena é muito comum até hoje nas aldeias existentes em nosso país, além de ser muito conhecida entre as crianças. Consiste em um círculo desenhado no chão, em que os jogadores devem, com um impulso do polegar, jogar a bolinha. Os jogadores seguintes devem acertar a bolinha, e se conseguirem retirá-la do círculo, elas se tornam suas. Vence aquele que ficar com as bolinhas dos outros participantes.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.