Adaptações das plantas para a polinização

A polinização é a reprodução sexuada das plantas com sementes.

0
O que é polinização? A polinização é a reprodução sexuada das plantas com sementes.

É através desse processo que o gameta masculino (presente no grão de pólen) chega até o estigma de um flor da mesma espécie, podendo ser a mesma flor que produziu o grão de pólen (autopolinização) ou outra flor, para só então encontrar o gameta feminino.

Polinização e autopolinização

Para que o processo de polinização ocorra, as plantas necessitam de auxílios bióticos, ou seja, de outros seres vivos ou até mesmo de fatores abióticos, ou seja, dos fatores ambientais como água e vento.

Você já deve ter reparado a variedade de plantas que existem, principalmente quando se trata das Angiospermas, as plantas que têm flores. Isso acontece porque existem vários tipos de polinização e cada um necessita que a planta se adapte para que ele ocorra.

Tipos de polinização e adaptações para atrair o polinizador

  • Anemofilia: através do vento

Essas plantas possuem anteras com filetes alongados e flexíveis, que oscilam com o vento. Os estigmas são grandes e plumosos para facilitar a recepção dos grãos de pólen que são produzidos em grandes quantidades.

  • Hidrofilia: através da água

Geralmente está associada com plantas aquáticas, a polinização pode acontecer na superfície ou embaixo d’água.

  • Artificial: com intervenção humana

Esse tipo de polinização não requer muitas especializações da planta.

  • Entomofilia: por insetos

Em geral, as plantas com esse tipo de polinização apresentam pétalas pigmentadas de azul ou amarelo, que é o espectro de cor que os insetos enxergam. Elas também produzem substâncias aromáticas porque os insetos são animais com olfato bem desenvolvido. É um dos tipos mais comuns entre as Angiospermas.

  • Melitofilia que é a polinização por abelhas e vespas, é um tipo de entomofilia.

O número de plantas alimentícias polinizadas por abelhas é altíssimo, por isso, se as abelhas fossem extintas, causaria escassez de alimento e, consequentemente, fome em todo planeta.

  • Cantarofilia: auxílio de besouros, também é um tipo de entomofilia.

As plantas polinizadas por besouros não investem em flores coloridas, elas têm sempre cores pouco vistosas porque esses animais não tem visão bem desenvolvida. Entretanto, os besouros tem um olfato muito bom e, por isso, as flores têm um odor muito forte, parecido com o de alimentos em processo de fermentação. 

  • Falenofilia: por mariposas e borboletas, também é um tipo de entomofilia.

O néctar nessas plantas só está disponível para animais com aparelho bucal longo, como é o caso das mariposas e borboletas. Em geral, elas apresentam coloração mais pálida para as polinizadas por mariposas, em decorrência do hábito noturno desses animais.

  • Ornitofilia: através de pássaros

As plantas polinizadas pelas aves geralmente não têm odor, mas são bastante coloridas e possuem muito néctar, para atrair esses animais.

  • Quiropterofilia: por morcegos

Como os morcegos têm hábitos noturnos, essas plantas não são muito coloridas, mas produzem muito néctar e odor forte.

Veja também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.