Antonímia e suas relações opositivas

A antonímia é o fato de duas ou mais palavras possuírem significados apostos. Aprenda mais!

0

Ao estudarmos a parte semântica da Língua Portuguesa vemos que conhecer o significado das palavras é essencial para o domínio da língua, isto capacita os indivíduos a estabelecerem relações de sentido entre as palavras.

Contrariedade, afirmação, reiteração e outros sentidos podem ser construídos e transmitidos por meio do “jogo das palavras”.

Considerando este aspecto, hoje, abordaremos a respeito da antonímia.

O que é antonímia?

A antonímia é o fato de duas ou mais palavras possuírem significados apostos. Neste sentido, há uma relação de opositividade e contrariedade entre as palavras. A antonímia é formada pelos antônimos.

O que são antônimos? Antônimos são palavras da mesma categoria morfossintática, ou seja, são palavras que possuem a mesmas relações estruturais, enunciativas e frasais, mas que apresentam significados que se opõem por meio de traços semânticos, traços de significação.

Os antônimos podem ser formados por palavras com radicais diferentes; palavras com o mesmo radical, mas com a oposição formada por meio de prefixos de negação e palavras com o mesmo radical  em que a noção de contrariedade é constituída pelos prefixos de significados opostos.

Exemplos de antonímia

Para internalizar a conceituação de antonímia,leitor, segue abaixo alguns exemplos de antônimos e do uso deles em algumas frases.

PUBLICIDADE

Exemplos de antônimos:

  • entrar/sair;
  • bom/mau;
  • subir/descer;
  • progredir/regredir;
  • solteiro/ casado;
  • gelado/quente;
  • bem/mal.

Exemplo do uso dos antônimos em frases:

  • “Pediram para Márcia entrar no escritório.” / “Pediram para Márcia sair do escritório.”;
  • “O professor é bom.” / “O professor é mau.”;
  • “João pediu ao estagiário para subir  na escada.” / “João pediu ao estagiário para descer da escada.”;
  • “Sinto que vou progredir neste emprego!” / “Sinto que vou regredir neste emprego!”;
  • “Marcos está solteiro deste o verão passado.” / “Marcos está casado desde o verão passado.”
  • “O chão está gelado neste tempo.” / “O chão está quente neste tempo.”
  • “Eu fui bem na prova.”/ “Eu fui mal na prova.”

Relevância da antonímia

A antonímia é relevante em diversos contextos porque traz a noção de complementariedade às inúmeras interações comunicativas. Este fato linguístico também atua como recurso estilístico fundamental para o enriquecimento vocabular dos gêneros verbais e/ou não verbais.

A antonímia pode ser um elemento imprescindível como estratégia argumentativa, visto que estabelece contraste e é importante em modalidades escritas, muitas vezes, estabelecer relações dicotômicas.

Considerando este fato, é interessante pontuar que a literatura se beneficia da antonímia, pois graças a este fato linguístico as narrações, as descrições e as próprias dissertações conseguem construir efeitos estéticos inovadores e que prendem os leitores.

Bom, isto foi um pequeno relato sobre antonímia.

Para mais informações sobre antonímia, semântica, significado e função das palavras veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.