As decisões da perícia do INSS podem ser contestadas?

O auxílio-doença é algo que gera muitas dúvidas, ainda mais após a mudança que aconteceu na pandemia, com a suspensão da perícia.

Uma dúvida que está na cabeça de muitos trabalhadores é de que se a decisão do INSS pode ser contestada, e a resposta é: Sim. Segundo Hilário Bocchi, especialista em Previdência Social, é possível contestar a decisão caso não concorde com ela. E quem fizer isso, pode ganhar direitos trabalhistas e ter até três indenizações ao mesmo tempo.

Veja também: Aposentados e pensionistas ainda esperam receber o 14º salário do INSS

Sem a perícia, alguns trabalhadores estão conseguindo prorrogar o benefício sem a consulta, e ele pode ser prorrogado seis vezes. Quem precisa fazer a prorrogação, é necessário solicitar pelo site do Meu INSS, pois elas não são automáticas.

Mas em breve as perícias voltarão e é bom os trabalhadores se prepararem, pois o esperado é que diversos benefícios sejam cortados. Então, será necessário entrar com a contestação, porém o INSS não costuma mudar muito sua decisão.

Nestes casos é preciso entrar na justiça para pedir a revisão da decisão e pedir um restabelecimento do pagamento. Em situações onde a empresa tem culpa na doença do trabalhador, ele pode pedir indenização por danos morais e materiais.

Você pode solicitar o auxílio-doença no dia seguinte ao afastamento e não apenas no 16.º dia como acreditam muitas pessoas, que podem perder o auxílio por esperar tempo demais.

Quem já é aposentado fica no limbo previdenciário, pois o INSS não paga um benefício a mais para quem já recebe. Nestes casos, a empresa que emprega o aposentado deve ser responsável pelos pagamentos.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More