Descubra se seu CPF está sendo usado por outras pessoas

Através do sistema do Banco Central é possível ver se alguém está usando o seu CPF de forma ilegal.

Com o aumento do número de golpes e vazamentos de dados, muitas pessoas só ficam sabendo que seu CPF está sendo usado por terceiros quando recebem uma comunicação de uma empresa financeira confiável ou quando vão fazer uma transação. No entanto, existe uma forma para você monitorar se seu CPF está sendo usado por terceiros. Confira neste artigo como.

Leia mais: Caixa libera saque extraordinário do FGTS para novos grupos

Saiba como monitorar se alguém está usando o número do seu CPF

Ter o CPF usado por outra pessoa pode trazer muitos problemas. Nesse sentido, uma forma de monitorar se alguém está fazendo uso do número do seu documento é através da plataforma gratuita disponibilizada pelo Banco Central chamada Registrato.

Desde 2014, a ferramenta facilita o acesso dos cidadãos às informações pessoais armazenadas nos cadastros do BC. Cerca de 7,6 milhões de relatórios foram publicados em 2021, contra 3 milhões no ano anterior. Segundo a entidade, o número de consultas aumentou, devido à adição de novos tipos de relatórios ao sistema, como cartões, Pix e cheques falsos.

Como fazer o cadastro?

Para solicitar uma consulta, basta preencher o formulário disponibilizado no site do Registrato. Qualquer pessoa pode verificar se o CPF está sendo usado para abertura de contas ou se há suspeitas nas instituições financeiras que possam receber um alerta de fraude.

Além disso, é possível visualizar informações sobre empréstimos e cheques devolvidos, além de verificar os registros Pix em seu nome e dados sobre transações e transferências internacionais.

Há ainda outra opção além da ferramenta do BC para fazer esse monitoramento. É possível ver se o seu nome aparece nas plataformas Serasa e SPC Brasil. O serviço gratuito de consulta de CPF é feito por meio de um aplicativo (disponível no Google Play ou na App Store) que exibe pendências, restrições ao seu nome, ações judiciais ou problemas com sua situação cadastral.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More