Dinâmicas evangélicas – Confira exemplos para sua célula ou grupo

As dinâmicas são ótimas para criar um ambiente mais descontraído. Além de gerar maior integração entre o grupo. Isso acompanhado de reflexões. Confira agora exemplos de dinâmicas evangélicas.

0

As dinâmicas são ótimas alternativas para gerar um ambiente de descontração. Isso acontece porque essas atividades possuem o objetivo de trabalhar um fator: seja quebrar o gelo, solução de conflitos ou apresentação de pessoas.

Através das dinâmicas evangélicas, é possível transmitir novas ideias aos participantes do grupo. Além disso, consegue-se trabalhar diretamente diversos assuntos de uma forma mais leve e dinâmica. Seja em grupo de jovens, adultos, senhoras ou crianças.

Confira agora algumas dinâmicas evangélicas e gere em seu grupo um ambiente mais descontraído.

1. A força da família

Essa dinâmica tem como objetivo explicar qual a importância de permanecer em unidade e firme nas promessas de Jesus.

  • Materiais: Linha de pipa, cordão ou algo do tipo;
  • Prática: Distribua a linha para todos os participantes. Depois, peça para que cada participante quebre sua linha no meio. Após isso, peça para que quebrem essa linha novamente, até que se torne impossível quebrar;
  • Reflexão: Com essa dinâmica, é possível concluir que quanto mais unidos, pior será para derrubar ou quebrar. Ou seja, somos uma família e temos que aprender a caminhar juntos.

2. Anjo da guarda

Essa dinâmica tem como objetivo motivar a interação entre os participantes.

  • Materiais: Papel, caneta e caixa de sapato
  • Prática: Escreva o nome de todos os presentes em papéis e os coloque dentro da caixa de sapato. Depois, peça para que cada um tire um papel. Com os nomes em mãos, revele que cada um será responsável pela pessoa correspondente ao papel. Ou seja, será seu “anjo da guarda” e terá que orar por esse nome;
  • Reflexão: Com essa dinâmica, será possível sair das “panelinhas”. Com isso, uma maior integração é gerada entre todos do grupo.

3. Juntos mais forte

Essa dinâmica tem como objetivo entender que todos vivemos em unidade.

  • Materiais: Papel sulfite, bolinha de brincar;
  • Prática: Faça uma roda. Depois, peça para que cada pessoa rasgue o papel. Todos conseguirão rasgar o papel com muita facilidade. Por fim, revista a bola com papel sulfite. Depois, coloque os papéis rasgados em torno da bola;
  • Reflexão: Explique que a bola é uma representação do Espírito Santo. Com isso, fale que quando unidos e ligados à Cristo, não existem obstáculos que os pare. Mas, quando estamos sozinhos e sem Cristo, somos abatidos facilmente.

4. O Verbo

Essa dinâmica tem como objetivo demonstrar que a vida sem Cristo é complicada.

  • Materiais: Nenhum;
  • Prática: Se reúna em círculos e peça para que cada um elabore uma frase sem verbo. Qualquer coisa pode ser dita, desde que não contenha verbos;
  • Reflexão: Cristo é o Verbo (João 1:1). Então, assim como elaborar frases sem verbo é difícil, a vida sem Cristo também é.

5. Individualismo

Essa dinâmica tem como objetivo refletir sobre a individualidade.

  • Materiais: Nenhum;
  • Prática: Peça para que todos os participantes se apoiem em apenas um pé. Depois peça para que pulem para frente e para trás e rodar. Tudo sem colocar o outro pé no chão;
  • Reflexão: As pessoas andam muito individualistas. Com essa dinâmica, é possível refletir que uma vida sozinha é muito difícil. Quando um cair, outro ajuda a levantar.

Leia também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.