Efeito estufa e aquecimento global

O efeito estufa é um fenômeno natural, mas a ação antrópica tem aumentado sua intensidade colocando diversas espécies em risco.

0

A atmosfera é formada por diferentes gases que têm a capacidade de absorver faixas específicas do espectro eletromagnético.

Enquanto o ozônio absorve a luz ultravioleta, o dióxido de carbono “barra” o infravermelho. Como podemos sentir o espectro infravermelho na forma de calor, o aumento na concentração do CO₂ na atmosfera aumenta também a temperatura terrestre. Esse fenômeno natural chama-se efeito estufa.

Esse processo possibilita a vida no planeta, pois sem ele a temperatura seria muito mais baixa e a variação térmica entre dia e noite seriam muito mais intensos.

Entretanto, atividades humanas como a queima de combustíveis fósseis liberam na atmosfera o gás carbônico que antes se encontrava aprisionado, o que gera o aumento na temperatura média do planeta. Esse fenômeno denomina-se aquecimento global, que é antrópico, ou seja, causado pelo ser humano.

A radiação solar interage com a terra de diferentes formas. Ela pode ser refletida, absorvida, transmitida ou difundida.

Determinados gases provocam o efeito estufa por diminuir a reflexão da radiação solar pela Terra – são os chamados gases estufa (dióxido de carbono, óxido nitroso, metano, hexafluoreto de enxofre, CFCs – Clorofluorcarbonetos, HFCs – Hidrofluorcarbonetos, PFCs – Perfluorcarbonetos).

Os gases do efeito estufa agem como isolantes térmicos que impedem o retorno da radiação para o espaço. Vênus possui uma temperatura média de 462 ºC pelo acúmulo de anidrido carbônico em sua atmosfera, enquanto Marte a temperatura média é de -62,2 ºC pela quase ausência de uma atmosfera.

Os combustíveis fósseis são formados por processos naturais, como a decomposição de organismos. Ao ser soterrado, por exemplo, esse produto orgânico dá origem a combustíveis com alta quantidade de carbono, usados para alimentar a combustão.

Carvão mineral, gás natural e o petróleo são exemplos de combustíveis fósseis. Ao retirar esse carbono do solo e lançá-lo à atmosfera, o ser humano aumenta artificialmente o efeito estufa, causando o aquecimento global.

O aquecimento global, por sua vez, causa desequilíbrio climático, elevação do nível médio do mar, do nível pluviométrico, da frequência das ondas de calor, entre outros. Essa mudança se dá de forma rápida, de modo que muitas espécies não têm tempo para se adaptar a essa nova pressão seletiva e são extintas.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.