Estado, Nação e Governo

Estado, Nação e Governo são conceitos relevantes para a política internacional e a geopolítica. Embora usados como sinônimos, tratam de assuntos distintos.

0

Ao entrar no debate sobre política, múltiplas questões afloram e nem sempre estão bem delineados os conceitos que a envolvem.

Alguns são tidos como sinônimos, ainda que tratando de assunto distintos, como é o caso de Estado, Nação e Governo.

De grande relevância para a política internacional e o contexto da geopolítica, os detalharemos a seguir.

Estado

Compreende-se como Estado a unidade administrativa de um território. Vista como a mais importante instituição pertencente ao controle social, o Estado possui como funções garantir a soberania nacional, propiciar a ordem pública e efetivar o bem-estar social.

É dele também o monopólio da violência legítima, na qual atuam os militares em busca da manutenção da segurança e ordem. E ao não conseguir mantê-la, acredita-se que ele tenha perdido um pouco de sua função ou de sua legitimidade.

Divisões do Estado

Um Estado se constitui pelo tripé do território, população e governo.

No caso dos Estados modernos, a categorização se dá em três poderes: Executivo (executa as leis), Legislativo (formula a legislação) e Judiciário (julga as regras).

Nação

Nação é um conceito complexo de ser analisado, por contemplar o universo cultural e histórico da sociedade. A sua imagem está mais interligada ao conceito de identidade do que ao poder político em si.

Isso se deve ao fato de que uma nação é composta por indivíduos de diferentes classes sociais, culturais, históricas, que compartilham costumes, idiomas e tradições distintas.

Entretanto, uma nação pode não necessariamente corresponder a um Estado. Um exemplo nítido são os Curdos que, embora vivam no Oriente Médio, são consagrados como a maior nação sem Estado no mundo.

Estados-nações

O Estado-nação é um território, um Estado ou um governo sob um governo, que consagra uma nação. O Brasil é um exemplo de Estado-nação.

Os principais atributos do Estado-nação são a soberania, a cidadania e o nacionalismo.

Governo

Compreende-se por governo as diferentes áreas do poder político que influenciam a vida das pessoas na sociedade. Portanto, o seu conceito está totalmente associado ao Estado.

Nesse sentido, o governo é uma das esferas do poder político cujo intuito é administrar as demais instituições pertencentes ao meio social. Exemplos delas são as escolas, as penitenciárias, os hospitais públicos, o exército, entre outros.

Outra função sua é a de englobar relações de poder. As esferas do poder acoplam sujeitos múltiplos, os quais possuem o poder, as formas nos quais o poder é obtido (coerção, violência, legislação e mesmo a ideologia), assim como o que se faz com este poder.

Todavia, os governos não possuem estabilidade. Assim, configuram-se como transitórios, especialmente no regime democrático.

Tipos de governo

Há diferentes modelos de governo: aristocracias, ditadura, democracia, gerontocracia, monarquias, oligarquias, república e teocracia.

Nos casos de regimes autoritários ou monarquias, pode existir estabilidade, tendo duração por décadas. Entretanto, os sistemas fundamentais de governo são o parlamentarismo e o presidencialismo.

No caso do parlamentarismo, são eleitos deputados para que, no Poder Executivo, o chefe de governo seja o primeiro-ministro.

Já no presidencialismo, sistema vigente no Brasil, os poderes Legislativo e Executivo são escolhidos pelo povo. O presidente da república é o chefe do Poder Executivo, tendo sido eleito também pelo povo.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.