Fenícios

Os fenícios foram os povos da Antiguidade que se destacaram pela construção de grandes e resistentes embarcações.

0

Os fenícios integraram uma importante civilização da Antiguidade, a civilização fenícia.

Eles se localizavam em um estreita faixa de terra ao norte da Palestina, entre o Mar Mediterrâneo e a região que atualmente corresponde a Israel, Líbano e Síria.

Por habitarem em uma região montanhosa, pouco favorável ao plantio, mas próxima ao mar, eles se destacaram nas navegações, ficando conhecidos como povo do mar.

Além disso, eles contribuíram para o desenvolvimento da Astronomia e foram grandes mercadores.

Localização

A localização dos fenícios situava-se na região ao norte da Palestina, entre o Mar Mediterrâneo e o território que hoje abrange o Líbano, Síria e Israel.

Mapa

Vejamos o mapa da civilização fenícia:

Fenícios
Mapa da civilização fenícia

Economia

A economia dos fenícios girava em torno do artesanato, do cultivo de vinhas e olivas, da pesca e do comércio marítimo.

Não investiram em atividades agropecuárias tendo em vista que o território era relativamente limitado em termos de extensão, além de ser montanhoso, fatos que inviabilizavam o pleno desenvolvimento de tais atividades.

Inovaram nas técnicas de pintura de tecidos, destacando a coloração púrpura, oriunda de um molusco. A palavra fenício, vem desta cor, que era muito procurada pelos mais ricos.

Construíram fortes navios que possibilitaram a expansão do comércio e portos, responsáveis pelo embarque e desembarque de passageiros e mercadorias.

Assim, os fenícios viajavam longas distâncias trocando mercadorias, entre as quais se destacavam o vidro, corantes, marfim e madeiras de cedro.

É importante salientar que este povo foi o grande responsável pelo descobrimento da técnica que deu origem ao vidro transparente.

Cultura

A cultura fenícia foi formada a partir de diversas influências de outros povos com os quais eles estabeleceram contato.

Podemos destacar a cunhagem de moedas desenhadas com barcos e mitos. O culto aos deuses era repleto de danças e músicas.

Alfabeto

O alfabeto fenício foi criado a partir da necessidade de auxiliar o comércio e possibilitar que a comunicação com outros povos ocorresse de forma mais rápida.

Assim, cada sinal do alfabeto corresponderiam a um som e não a um objeto ou ideia. Composto por 22 letras, sendo todas consoantes. Os gregos incluíram as vogais.

Nesse sentido, o alfabeto fenício foi a base do alfabeto grego, que originou o latim e, por consequência, o português.

Religião

A religião fenícia era baseada no politeísmo, isto é, no culto a vários deuses. Os principais deuses, eram:

  • El: deus máximo, criador do mundo;
  • Asherah: deusa-mãe. Esposa de El, ela era a deusa responsável pelo mar, colheitas e rebanhos;
  • Baal: Deus das montanhas e tempestades. Filho de Asherah e El.

Política

Jamais houve a existência de um país unificado chamado Fenícia. De fato, a região era composta por diversas cidades-estados, como Biblos, Sídon, Arad e Ugarit.

Como eram governadas de forma independente, elas podiam ter alianças umas com as outras, ou conflitos entre si.

A política dos fenícios se baseava na Talassocracia, isto é, o poder político se concentrava nas mãos dos homens que detinham o poderio marítimo.

Fim dos fenícios

A localização das cidades fenícias era em uma região com intensa circulação, realidade que facilitou que elas fossem invadidas por diversos impérios, como o egípcio, persa, macedônico e romano.

Assim, em 64 a.C., as cidades fenícias foram dominadas pelo exército romano, resultando no fim dos fenícios. Entretanto, a herança deixada por este povo marcou todo o mundo.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.