Alfabeto grego

O alfabeto grego contribuiu para a criação da maioria dos alfabetos do Ocidente.

0

O alfabeto grego é composto por 24 letras, sendo vogais e consoantes. Esse sistema de escrita fonética é uma adaptação do alfabeto fenício.

Utilizado apenas na língua grega, ele contribuiu para a origem da maior parte dos alfabetos existentes no mundo ocidental, incluindo o da língua portuguesa.

Os primeiros vestígios do alfabeto grego foram encontrados em cerâmicas que datam do século VIII a.C., na cidade de Atenas.

Origem

A origem do alfabeto grego é encontrada no alfabeto fenício, que chegou aos gregos por meio dos mercadores fenícios.

O sistema de escrita fenício propagou-se à medida que esse povo comercializava suas mercadorias em diferentes regiões.

Composto apenas por consoantes, o alfabeto fenício era fonético. Ao entrar em contato com este alfabeto, os gregos viram a necessidade de adaptá-lo, inserindo vogais.

Inicialmente, as pessoas que dominavam a escrita eram somente os escribas. No entanto, rapidamente se tornou uma escrita acessível por ter uma conexão com a fala.

Outra característica que diferenciou os dois alfabetos foi a direção da escrita.

Os fenícios escreviam da direita para a esquerda. Com o tempo, os gregos adotaram a direção da esquerda para direita, prática utilizada no português até os dias atuais.

Contudo, alguns historiadores afirmam que a Grécia possuiu outro sistema de escrita anterior ao alfabeto grego.

Por volta do século 1100 a.C., existiu uma escrita chamada Linear B, que se perdeu com o passar do tempo.

A palavra alfabeto é de origem grega, derivando da união das letras alfa e beta, as duas primeiras letras do alfabeto grego.

Letras do alfabeto grego

Veja como é e quais são as letras do alfabeto grego:

Alfabeto grego

Alfabeto português

Após a adoção de uma versão oficial do alfabeto grego, ele passou a ser propagado pelo mundo. Sistemas de escrita foram desenvolvidos de acordo com o modelo grego, devido à influência desse povo.

Com isso, o alfabeto português surgiu por meio de colonos gregos que se localizavam na Península Itálica durante o século VII a.C., que criaram o alfabeto latino (romano), o mais usado em todo o mundo.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.