Gírias paraenses

Gírias e expressões refletem os aspectos culturais de uma região. Confira!

O Pará tem muitas características próprias, como as chuvas diárias, carimbó, açaí e, claro, expressões e gírias únicas. Para conhecer melhor os termos falados nesse estado tão rico culturalmente, trouxemos as principais gírias paraenses e seus respectivos significados.

Gírias paraenses

  • Baldear – vomitar;
  • Bombom – qualquer tipo de chiclete ou bala é chamado de bombom;
  • Borimbora – usado para chamar alguém para ir embora de algum lugar;
  • Calango – menino magro e rápido;
  • Carapanã – mosquito, muriçoca;
  • Curuba – a expressão pode ser usada para falar de sarna, mas no Pará é utilizada para expressar qualquer ferida ou machucados no corpo;
  • De rocha – termo usado para confirmar que algo é realmente verdade;
  • Égua – essa gíria serve para inúmeras situações, variando de acordo com a entonação. “Égua” pode ser usada para mostrar dúvida, espanto, raiva, surpresa, entre outros;
  • Esbandalhar – quebrar, despedaçar;
  • Gala seca – gente sonsa;
  • Já mivú – gíria para dizer que está indo embora;
  • Já queres – usada para dizer que está com vontade de algo;
  • Levou o farelo – expressão utilizada quando alguém morre;
  • Mas credo – termo para quando você não gosta de alguma coisa ou está surpreso negativamente com algo;
  • Mas quando – gíria usada para duvidar de alguém ou desdenhar do que a pessoa está falando;
  • Mexilhão – pessoa enxerida;
  • Mocoronga – pessoa lerda;
  • Mofino – triste, chateado;
  • Muito palha – sem graça, chato;
  • Nem te bate – expressão usada para dizer a outra pessoa não se importar com determinada situação;
  • O pau te acha – gíria utilizada por mães para quando o filho está sendo teimoso, forma de ameaça;
  • Pavulagem – pessoa está sendo presunçosa, convencida;
  • Pegar o beco – ir embora;
  • Pitiú – cheiro ruim, forte;
  • Pomba lesa – pessoa sonsa;
  • Pô-pô-pô – barco pequeno a motor, usado pela população ribeirinha;
  • Rasga – sai fora, vá embora;
  • Só te digo vai – expressão usada como uma espécie de desafio, quando você acredita que algo é má ideia;
  • Tá, cheiroso – gíria utilizada para esnobar alguém ou desmentir o que a pessoa disse;
  • Te acoca – abaixar, se esconder;
  • Tu é doido é gala seca? – expressão para chamar alguém de doido;
  • Tuíra – pela seca;
  • Visagem – assombração, fantasma;
  • Zimba – gíria usada para apressar alguém.

Leita também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More