Júpiter – O maior planeta do Sistema Solar

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar se tornando um gigante gasoso. Conheça outras características desse planeta e algumas curiosidades. Confira!

0

Júpiter, um planeta gasoso, é considerado o maior planeta do Sistema Solar.

Dentro da classificação dos planetas gasosos, Júpiter possui a companhia de Saturno, Urano e Netuno na categoria. Os quatro planetas, juntos, são chamados de planetas jupiterianos e denominados de “os quatro gigantes gasosos”.

Além disso, Júpiter é considerado o quarto corpo celeste mais brilhante no céu.

Informações gerais

  • Volume: 1,43128×1015 km³
  • Massa: 1,8986×1027 kg
  • Densidade Média: 1,326 g/cm³
  • Raio equatorial: 71.0398 quilômetros.
  • Período de Rotação: 9 horas e 56 minutos
  • Temperatura média: -108 ºC
  • Número de satélites conhecidos: 79

Características de Júpiter

Júpiter - Características GeraisJúpiter é considerado 2,5 vezes maior que todos os outros planetas juntos. Entretanto, apesar de todo esse tamanho, Júpiter possui a densidade média de apenas 1,326 g/cm³, pois apesar de seu volume representar 1 321 vezes o volume da Terra, sua massa é 318 vezes maior. Isso acontece por sua característica gasosa.

Composição

O maior planeta do sistema solar é gasoso, com seu interior composto por uma soma de 71% de hidrogênio, 24% de hélio e 5% de outros elementos.

Sua atmosfera é considerada a maior do Sistema Solar, composta com 75% de hidrogênio e 24% de hélio e 1% de outros elementos, em massa. Portanto, ela possui vária altitudes e possui diversas camadas.

Por isso, essa imensa faixa de atmosfera acaba por gerar turbulências e tempestades. Um dos casos de tempestade no planta é da Grande Mancha Vermelha, uma tempestade anticiclônica persistente com dimensões de 24-40 mil km x 12-14 mil km.

Além disso, na parte mais externa da sua atmosfera podem ser encontrados cristais de amônia congelada.

Apesar dos compostos abaixo da atmosfera serem fluidos, o planeta gira em processo de rotação como se fosse uma massa sólida.

Uma característica interessante é o fato de seus polos serem achatados. Isso acontece porque seus componentes são gasosos e fluidos, de forma que ao girar na velocidade de rotação do planeta, achatam os polos.

Anéis de Júpiter

Assim como o planeta Saturno, Júpiter possui anéis formados pela rotação do planeta, internamente cheio de partículas. Entretanto, os anéis de Saturno são formados por gelo e os de Júpiter parecem ser formados por poeira, atraída pela força magnética do planeta.

Os anéis do maior planeta gasoso são chamados de Halo, Principal, Gossamer Amalteia e Gossamer Tebe.

Satélites de Júpiter

Júpiter e um dos seus satélites
Júpiter e o satélite Io

O planeta Júpiter possui muitos satélites naturais ao seu redor. Por isso, pouco a pouco os cientistas e astrólogos vão descobrindo novos satélites. Atualmente, existem um total de 79 satélites conhecidos na órbita de Júpiter e, dentre eles, 51 possuem menos de 10 km de diâmetro.

Os satélites mais conhecidos de Júpiter são Io, Europa, Ganimedes e Calisto, denominados de satélites Galileanos.

Curiosidades

  • É o maior planeta do sistema solar;
  • É um dos quatro planeta gasosos;
  • Possui 4 anéis ao seu redor;
  • Possui a maior velocidade de rotação entre todos os planetas;
  • O planeta Júpiter foi observado pela primeira vez pelo grande cientista Galileu Galilei, em 1610. Além disso, Galileu também pode observar quatro dos satélites de Júpiter. Futuramente, em 1973, foram enviadas sondas para visitar e observar este planeta gasoso;
  • Este nome foi designado ao planeta em homenagem ao governante do Olimpo, Júpiter, considerado o Deus dos Deuses;
  • Júpiter possui a maior quantidade de luas em volta de uma planeta e com isso ganha mais uma vez um recorde do sistema solar;
  • Os satélites galileanos estão entre os maiores do sistema solar e cogita-se a possibilidade de existência de oceanos líquidos nos satélites Europa, Ganimedes e Calisto. Além disso, no satélite Io, é reconhecida a presença de atividades vulcânicas.

Veja mais: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.