Meio-Norte Nordestino

Detalhes sobre uma das sub-regiões da região Nordeste do Brasil: características, localização, geografia e cultura.

0

A região Nordeste possui território de mais de 1,5 milhão de km² e é composta por nove estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Sergipe e Rio Grande do Norte.

Meio-Norte, Sertão, Agreste e Zona da Mata constituem as quatro sub-regiões do Nordeste brasileiro. Por conta da extensão territorial, história e cultura, cada uma guarda características marcantes, que muitas vezes, no senso comum, transformam-se em formas estereotipadas de enxergar o povo nordestino.

Localização

O Meio-Norte nordestino compreende dois estados, Maranhão e Piauí, e abriga duas das nove capitais da região, São Luís e Teresina. A sub-região é a faixa de transição entre a Amazônia e o Sertão.

Na latitude pode ser ser subdividido em setentrional e meridional e na longitude em leste e centro-oeste. O leste compreende o Piauí ocidental e o centro-oeste todo o estado do Maranhão.

Sub-regiões do Nordeste: 1 • Meio-norte, 2 • Sertão, 3 • Agreste e 4 • Zona da Mata

Características geográficas

O Meio-Norte possui uma grande diversidade de relevos. Tal característica é influenciada pela localização na estrutura rochosa que é formada pela Bacia Sedimentar do Parnaíba.

No território maranhense é possível encontrar planícies e planaltos. As altitudes variam entre 200 e 900 metros. As áreas mais altas estão localizadas nas chapadas de Ibiapaba, do Araripe, da Tabatinga e Mangabeiras, na fronteira com os estados do Ceará, Pernambuco e Bahia.

As áreas mais baixas estão na planície litorânea, localizada no norte maranhense, onde há terrenos com altitudes inferiores a 200 metros. Em tempo, o litoral do Maranhão é o segundo maior do país, atrás apenas da Bahia.

O Maranhão, segundo o mapa de solos do Brasil, abriga uma grande variedade de solos, onde predominam os tropicais. O predomínio de rochas sedimentares favorece a presença de grandes extensões cobertas por latossolos, argissolos, plintossolos e neossolos.

Em relação ao clima, há importantes variações. São três os principais climas do Meio-Norte: equatorial (extremo oeste), tropical semi-úmido (região central) e tropical semi-árido (estado do Piauí).

O volume de precipitações anuais vai de 500mm no clima tropical semi-árido, até 2.500mm no clima equatorial.

Entre as principais bacias hidrográficas do Meio-Norte é possível citar a do Itapecuru, cuja área é de 52.972 km² e corresponde a 16 % do estado do Maranhão e a do Munim, com extensão de 2.0252 km². Ambas integram a Região Hidrográfica do Atlântico Nordeste Ocidental.

Além disso, 19,02 % (62.936,6 km²) do território maranhense está localizado Região Hidrográfica do Parnaíba.

Na vegetação merece destaque a Mata dos Cocais. Nela, prevalece a vegetação de transição entre Cerrado, Floresta Amazônica e Caatinga. Leva esse nome por conta das palmeiras típicas da região, principalmente babaçu e carnaúba.

Mata dos Cocais, em Bom Lugar-MA
Mata dos Cocais, em Bom Lugar-MA

Economia

A economia do Meio-Norte é bastante diversificada. Na agricultura, destacam-se as produções de soja, milho, arroz e algodão. No Maranhão, as condições extremamente favoráveis à exportação, foi implementado o Corredor de Exportação Norte, responsável por escoar grande parte da produção agrícola, principalmente do sul do estado.

As palmeiras locais, como a carnaúba e o babaçu, são importantes para o extrativismo vegetal.

Na pecuária, o maior destaque é a criação de bovinos no Maranhão, em regiões do Cerrado e da Amazônia Legal.

No Maranhão a indústria é bastante diversificada, principalmente no conjunto portuário e industrial de São Luís. A cidade de Imperatriz, também notória no setor, destaca-se pelas importantes fábricas de celulose.

Por fim, o turismo representa uma parte significativa da economia. Além do litoral, a Chapada das Mesas, o Centro Histórico de São Luís, os Lençóis Maranhenses e o Delta do Parnaíba recebem milhares de visitantes todos os anos.

Cultura

O Maranhão é tido como um dos estados mais miscigenados do Brasil. Além da grande diversidade de povos indígenas, há muitas comunidades quilombolas.

A principal manifestação cultural do estado é o bumba-meu-boi, uma festa de tradição afro-indígena que é realizada anualmente no mês de julho. As festas juninas e o carnaval de rua são outros pontos de destaque da cultura maranhense.

Bumba-meu-boi
Bumba-meu-boi, festa de tradição afro-indígena

O estado do Piauí, por sua vez, abriga uma grande diversidade de manifestações culturais, onde as mais notórias são o Bumba-Meu-Boi, Congada, Cavalo Piancó, Reisado, e o Samba de Cumbucaoda de São Gonçalo.

Principais cidades do Meio-Norte Nordestino

  • São Luís – Maranhão;
  • Teresina – Piauí;
  • Imperatriz – Maranhão;
  • São José de Ribamar – Maranhão;
  • Timon – Maranhão;
  • Caxias – Maranhão;
  • Parnaíba – Piauí;
  • Codó – Maranhão;
  • Paço do Lumiar – Maranhão;
  • Açailândia – Maranhão.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.