Conheça as principais obras de Vinicius de Moraes

Artista com inúmeros talentos, ele produziu centenas de trabalhos, que vão da literatura à música, descubra alguns deles.

O renomado poeta, jornalista, dramaturgo, diplomata e cantor brasileiro Marcus Vinicius de Moraes nasceu no Rio de Janeiro, em 19 de outubro de 1913. Seu maior sucesso foi cantado na voz de Tom Jobim, a famosa canção Garota de Ipanema.

Como um dos artistas do modernismo no Brasil, Vinicius de Moares se consolidou como poeta logo no início da carreira. Seu foco principal eram poesias eróticas e de amor, mas ao decorrer de sua trajetória, desenvolveu muitos outros talentos, como a música e o cinema.

No começo de sua carreira, suas obras eram voltadas para a religiosidade, com teor bíblico forte. Com o passar dos anos, foi desenvolvendo seu lado romântico, com poesias eróticas.

Depois disso, Vinicius de Moraes apostou mais em temáticas sociais, que abordavam o romantismo de uma forma melancólica e angustiante, com textos longos.

Na segunda fase de sua carreira, o artista apostou em uma linguagem mais simples e objetiva, que o grande público pudesse entender. Com aspectos mais realistas, Vinicius nunca deixou de abordar o teor romântico e os sentimentos no eu lírico.

Poemas de Vinicius de Moraes

Dentre várias obras, o artista publicou os mais belos sonetos da língua portuguesa, com centenas de outros trabalhos reconhecidos internacionalmente.

Ao todo, foram cerca de 287 poemas feitos por Vinicius, conheça agora alguns dos principais:

  • Soneto da Felicidade;
  • O caminho para a distância;
  • Forma e Exegese;
  • Poemas, sonetos e baladas;
  • Novos poemas;
  • Pátria minha;
  • Antologia poética;
  • Cinco elegias;
  • Poema de natal;
  • Soneto da contrição;
  • Soneto da separação;
  • Soneto do amor total;
  • Receita de Mulher;
  • Soneto do amigo;
  • Pela luz dos teus olhos;
  • O verbo do infinito;
  • Pobre menina rica;
  • A arca de Noé;
  • Ternura;
  • Ariana, a Mulher;
  • Novos poemas II;
  • Para viver um grande amor;
  • Orfeu da Conceição;
  • Não comerei da alface a grande pétala;
  • A Rosa de Hiroshima.

Outras obras de Vinicius de Moraes

Dentre as diversas obras, Vinicius de Moraes também publicou vários trabalhos em conjunto, um dos mais famosos é a contribuição com João Cabral de Melo Neto no poema Pátria, e com Manoel Bandeira, na antologia poética Noite.

Além de seus trabalhos na literatura, o artista tem grandes influências na música, como um dos grandes precursores da bossa-nova. No ramo musical, Vinicius de Moraes fez parcerias com grandes nomes, como Tom Jobim e João Gilberto.

Em 1970, Vinicius de Moraes participa de um espetáculo com o cantor Toquinho, onde apresenta duas canções inéditas sobre toda sua trajetória na vida artística. O show foi um sucesso e ficou em cartaz durante um ano, além de render apresentações no exterior.

No dia 9 de julho de 1980, Vinicius de Moraes morreu devido a uma isquemia cerebral. Porém, suas obras permanecem eternizadas e aclamadas até hoje, por inúmeros artistas dentro do cenário cultural.

Leia também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More