Oceano Pacífico – Conheça o maior oceano do planeta

O oceano Pacífico é o maior oceano de todos e apresenta características únicas, como a maior profundidade de todos os oceanos. Veja mais sobre este grandioso oceano.

0

A superfície terrestre é composta pela porção continental e pela porção oceânica. Contudo, 71% de toda a superfície terrestre é coberta por água e, dentro dessa porcentagem, 97,2% é composta por oceanos, ou seja, os oceanos cobrem cerca de ⅔ da superfície terrestre.

Plano de aula sobre continentes e oceanos

Existe um grandioso oceano que se estende por 180 milhões de km² de superfície, cobrindo quase ⅓ da superfície do planeta: o oceano Pacífico, o maior e o mais antigo dos oceanos da Terra.

Características do Oceano Pacífico

O oceano Pacífico é o mais antigo de todos os oceanos, sendo o oceano que banhava a Pangeia, único bloco continental que existia antes da divisão dos continentes como são atualmente.

Possui 180 milhões de km² e um volume de 714,8 milhões de km³. Somado a isso, sua profundidade média atinge 4.270 metros, com o ponto mais fundo de 11.034, denominado “Abismo Challenger”.

No Pacífico estão as maiores fossas submarinas, como a fossa das Marianas, com aproximadamente 11.500 metros de profundidade e ponto mais profundo de todos os oceanos.

Além disso, por ser muito extenso, o oceano Pacífico abrange cinco zonas climáticas diferentes, o que faz suas temperaturas variarem. Por exemplo, o oceano atinge ponto de congelamento nas regiões dos polos e variações próximas a 30ºC na região da Linha do Equador.

O oceano está localizado na Placa do Pacífico, sendo esta a placa tectônica mais antiga do planeta. Ademais, esta placa é mais pesada que as outras do seu entorno, e então sofrem subducção, ou seja, na convergência entre as placas, a Placa do Pacífico desliza para baixo das outras.

Nesses locais são comuns ocorrências de terremotos e vulcanismos. Por isso, o pacífico possui uma região denominada Círculo de Fogo do Pacífico, local que abrange países como Nova Zelândia, Japão, Chile, entre outros.

O pacífico, por sua grande extensão, banha muitos países do mundo, como Austrália, Canadá, Estados Unidos, Chile, Peru, Colômbia, Equador, Costa Rica, Panamá, México, Nova Zelândia, Hong Kong e Polinésia Francesa.

Localização e mapa do Oceano Pacífico

Oceano Pacífico - localização, características, curiosidades e fenômenos

O Oceano Pacífico está localizado entre a América (leste), a Oceania e a Ásia (oeste). Assim, ao tentar localizá-lo em um Mapa-múndi, ele estará na porção Oeste do Continente Americano e estendendo-se até a porção Leste da Oceania e da Ásia.

Devido a sua grande extensão, o Pacífico se estende de Norte a Sul, sendo subdividido em Pacífico Norte e Pacífico Sul.

Correntes Oceânicas

Existem diversas correntes oceânicas no Pacífico, como:

  • Corrente Norte Pacífica;
  • Corrente da Califórnia;
  • Corrente Norte Equatorial;
  • Corrente Kuroshio;
  • Corrente das Aleutas;
  • Corrente Sul Equatorial;
  • Corrente de Humboldt.

Ilhas e mares do Oceano Pacífico

No Oceano Pacífico existem 25.000 ilhas, sendo esta a maior quantidade de ilhas entre cada um dos oceanos.

Algumas das ilhas presentes são:

  • Havaí;
  • Marquesas;
  • Marshall;
  • Carolinas;
  • Ilhas Fiji;
  • Ilhas Samoa.

Somado a isso, o pacífico abriga grande quantidade de mares e alguns dos mares presentes no Pacífico são:

  • Mar de Bering;
  • Mar Amarelo;
  • Mar de Coral;
  • Mar das Filipinas;
  • Mar de Grau;
  • Mar do Japão;
  • Mar de Salomão;
  • Mar da Tasmânia.
  • Mar da China Meridional.

Fenômenos do Pacífico

Além da presença do círculo de fogo, que causa terremotos e vulcanismos, também podem acontecer maremotos, com incidências de tsunamis. Existe a possibilidade de ocorrência desses fenômenos naturais nas regiões banhadas pelo oceano e próximas às falhas geológicas, como na Ásia.

Outro fenômeno que acontece no Pacífico é a presença comum de ciclones na região. Isso acontece em decorrência do aquecimento das águas do oceano, que favorece a formação de nuvens que propiciam a aparição de ventos ciclônicos.

Somado a isso, o pacífico é o local de ocorrência de dois fenômenos atmosféricos bastante famosos: o El Niño e La Niña.

O El Niño é caracterizado pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, mas precisamente na região Tropical e nas águas superficiais. Essa ocorrência provoca a mudança do clima regional e global, alterando o vento e provocando chuvas em regiões tropicais.

Enquanto isso, a La Ninã é caracterizada pelo resfriamento anormal das águas superficiais do Pacífico nas regiões equatorial, central e oriental. Essa variação da temperatura chega em média a 2 a 3ºC fora do normal. Além disso, a ocorrência desse fenômeno não acontece de seguindo o mesmo padrão, variando muito sua ocorrência.

Assim, quando a La Ninã ocorre, verifica-se a mudança de temperatura em todo o continente Americano e também de forma global.

Curiosidades sobre o Oceano Pacífico

O oceano Pacífico recebeu este nome no ano de 1520, em uma expedição comandada por Fernão de Magalhães. Foi nomeado assim em razão de que Fernão e seus companheiros encontraram no pacífico uma condição mais calma, quando comparada ao oceano Atlântico.

Essa comparação foi feita quando Fernão transpassou as águas do Atlântico para o Pacífico, ao cruzar o Estreito de Magalhães – passagem natural entre os dois oceanos.

O Pacífico apresenta características incríveis e marcantes, como a maior extensão e profundidade entre os oceanos, maior número de ilhas, maiores fossas marinhas, grande biodiversidade típica marinha e terrestre, etc.

Outra curiosidade do Pacífico é a existência de uma ilha denominada Ilha de Lixo do Pacífico, onde há grande concentração de lixo. Nesta ilha é estimada a presença de mais de 80 mil toneladas de lixo, principalmente plástico, causando desmedido impacto e degradação ambiental.

Veja também: 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.