OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo

A OPEP é uma organização internacional que controla o mercado petrolífero mundial.


OPEP é a sigla para Organização dos Países Exportadores de Petróleo, uma organização internacional e intergovernamental, criada em 1960, na Conferência de Bagdá.

A OPEP tem uma grande influência nos preços globais do petróleo que são antecipadamente estabelecidos por empresas multinacionais petrolíferas.

Com isso, ela busca administrar de maneira centralizada as políticas sobre a produção e venda do petróleo das nações que integram a Organização.

A sede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo se localiza em Viena, capital da Áustria.

Fundação

A fundação da OPEP se deu no dia 14 de setembro de 1960, durante a Conferência de Bagdá. Considerada um oligopólio, ela integra os países que produzem petróleo para concorrer à soberania mundial do mercado de combustíveis.

É da sua sede em Viena que os países-membros da OPEP coordenam as estratégias para a fabricação e exportação do petróleo.

Políticas de controle e a crise do petróleo

As políticas de controle da OPEP se concentram no comando centralizador da política petrolífera dos países que integram a Organização. Algumas de suas funções são:

  • Determinar as estratégias de fabricação do petróleo;
  • Controlar os valores de venda do petróleo;
  • Estabelecer a quantidade da produção do petróleo no mercado global.

Visando aumentar o preço do petróleo no mercado mundial, a OPEP delimita a oferta do produto, estabelecendo quantias máximas de produção.

Tal restrição ocorreu quando os Estados Unidos (EUA) e alguns países da Europa se manifestaram a favor de Israel durante as guerras árabe-israelenses.

Como forma de retaliação, a OPEP aumentou consideravelmente o valor do petróleo. Em 1979, ocorre um novo aumento, provocando uma crise mundial.

Como consequência, o consumo do produto diminuiu, o que resultou na queda da renda dos países-membros da Organização.

Ao mesmo tempo, diversos países criaram programas de substituição de combustíveis fósseis e algumas nações — que não integram a OPEP — descobriram reservas petrolíferas em seus territórios, como o Brasil e os EUA. Com isso, em 1986, o valor do petróleo volta a diminuir.

De qualquer modo, os países que integram a OPEP controlam cerca de 75% das reservas de petróleo. Por isso, eles são os responsáveis por um número expressivo de exportações do produto.

Assim, suas estratégias políticas atingem a economia dos países que importam o mineral.

Países-membros

Os países-membros da OPEP são:

  • Angola
  • Argélia
  • Gabão
  • Guiné Equatorial
  • Líbia
  • Nigéria
  • Venezuela
  • Equador
  • Arábia Saudita
  • Emirados Árabes Unidos
  • Irã
  • Iraque
  • Kuwait
  • Catar

Curiosidades

Vejamos algumas curiosidades sobre a OPEP:

  • A língua oficial da OPEP é o inglês.
  • A primeira sede oficial foi em Genebra.
  • A Arábia Saudita é o principal país integrante, pois é o responsável pelo maior volume de produção.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More