As partes de um rio

Entre as partes mais conhecidas do rio estão a nascente, o leito, a foz e o afluente. Os rios podem desaguar no mar, no lago e até mesmo em outro rio.

0

Rio, riacho, ribeirão, córrego, lago etc., essas são algumas das denominações para os cursos d’água.

Em síntese, o rio é uma corrente de água natural cuja fluência destina-se ao mar, a um lago ou até mesmo para outro rio. Enquanto isso, riacho, ribeirão ou córrego designam rios mais rasos, estreitos, com menor extensão ou volume de água.

De grande relevância para o espaço geográfico, a água dos rios possibilita o sistema de irrigação dos alimentos, o abastecimento de água para as pessoas, a geração da energia elétrica, entre outros.

Além disso, neles é possível exercer a atividade de pesca, sendo uma relevante fonte de alimentos para as famílias, e atividade econômica, em alguns casos.

Partes de um rio

Existem alguns conceitos importantes que designam as partes do rio. Confira:

Partes de um rio

Nascente ou cabeceira: Local onde o rio nasce. Alguns o denominam como fonte, mina, bica, manancial ou até mesmo olho d’água.

Leito: Espaço que o rio percorre.

Caudal: Quantidade de água que percorre uma determinada secção do rio.

Margem: Terras ou rochas em que se encontram com a água.

Foz ou embocadura: É o espaço onde uma corrente de água deságua. Desse modo, um rio pode ter como foz outro rio, um mar, um oceano ou até mesmo uma lagoa.

Confluência: Termo que designa a junção de dois ou mais rios.

Afluente: Curso d’água que deságua em um rio principal ou em um lago, sendo eles o alimento do rio principal.

Subafluente: O rio que deságua no rio afluente.

Meandro: A curva do curso d’água.

Jusante: O sentido da correnteza no curso d’água, da nascente em direção à foz.

Montante: O sentido oposto em que corre o fluxo do rio, na direção da nascente.

Conceitos de hidrografia

Ademais aos conceitos da parte do rio, e importante entender três definições quanto a hidrografia para compreender da melhor forma os cursos d’água.

  1. Rios de planalto: Na maior parte caudalosos e com quedas d’água, eles correm em terras altas. São aproveitados, também, para a geração de energia elétrica ou para o turismo.
  2. Rios de planície:  Correm em áreas planas e são excelentes águas para a navegação.
  3. Bacia hidrográfica: Sintetiza todos os elementos de um rio, assim como as terras drenadas pelo curso d’água.

Leia também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.