Pneumonia – O que é, sintomas, tratamento, tipos, causas

A pneumonia é uma doença infecciosa que se instala nos pulmões. Suas causas estão ligadas a vírus e bactérias e o tratamento consiste em antibióticos. Em alguns casos, a internação se torna necessária.

0

A pneumonia é uma doença infecciosa que se instala nos pulmões, sendo muito agressiva na região dos alvéolos pulmonares. Basicamente, a doença é causada pela ação de algum agente irritante ou infeccioso, como bactérias, fungos, vírus e reações alérgicas.

A partir do momento em que os agentes bacterianos se instalam no espaço alveolar, a troca gasosa já não é livre de substâncias. Isso é prejudicial, pois as trocas gasosas sempre devem ser limpas, sem nada que impeça o contato do ar com o sangue.

Existem quatro tipos de pneumonia. Estes são: viral, bacteriana, química e por fungos. Ao contrário do vírus da gripe, além de ser altamente infectante, seus agentes não costumam ter facilidade para serem transmitidos.

Tipos de pneumonia

A pneumonia possui diversos tipos, como pneumonia viral, pneumonia bacteriana, pneumonia química e pneumonia por fungos. Confira agora quais as diferenças entre os tipos de pneumonia:

Pneumonia viral

A pneumonia viral é causada pela instalação do vírus no pulmão. Geralmente, este se acomoda na região alveolar, desemborcando nos brônquios e em alguns casos, nos interstícios (espaço existente entre alvéolos).

Pneumonia bacteriana

A pneumonia bacteriana é adquirida a partir de bactérias presentes em nariz, boca, sistema digestivo e garganta. Quando a imunidade do indivíduo cai, pode causar a pneumonia bacteriana.

Pneumonia química

A pneumonia química não é causada por vírus ou bactérias. Mas, pela inalação de substâncias agressivas aos pulmões, como agrotóxicos, fumaça e outros produtos químicos. Quando esses elementos são inalados, o espaço alvéolo é infecionado.

Pneumonia por fungos

A pneumonia causada por fungos é a mais agressiva. Geralmente, se encontra em pessoas imunodeprimidas, como pacientes oncológicos ou soropositivos. Além de pessoas com doenças crônicas.

Sintomas de pneumonia

Os principais sintomas de pneumonia são:

  • Tosse seca ou com catarro amarelado ou esverdeado;
  • Falta de ar;
  • Dificuldades para respirar;
  • Fraqueza;
  • Suores intensos (principalmente de noite);
  • Náuseas e vômito;
  • Febre alta (acima de 37,5°C)
  • Dor no tórax/peito.

Esses são os sintomas considerados clássicos para pneumonia em adultos. Mas, para crianças, idosos, outros sintomas podem ser detectados. Confira agora:

Pneumonia em crianças

Nas crianças, a pneumonia também pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Dor abdominal;
  • Respiração ruidosa;
  • Perda de apetite ou recusa alimentar;
  • Respiração acelerada.

Pneumonia em idosos

Além dos sintomas clássicos da pneumonia em adultos, os idosos podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Desorientação (tempo e espaço);
  • Perda de memória;
  • Confusão mental.

Causas da pneumonia

É muito comum que bactérias ou vírus gerem a pneumonia. Elas estão presentes no ar. Mesmo com o corpo evitando ao máximo qualquer tipo de infecção, os germes ainda podem se instalar nos pulmões. Confira as causas da pneumonia, de acordo com os tipos de germes e local de infecção:

Pneumonia obtida na comunidade

A pneumonia obtida na comunidade é a mais comum. Geralmente, ela acontece fora de centros de saúde. Suas principais causas são:

  • Bactérias ou organismos semelhantes;
  • Fungos;
  • Vírus.

Pneumonia obtida no hospital 

A pneumonia obtida em hospitais pode ser causada através de internações. Os pacientes que necessitam de máquinas de respiração são as que estão mais sujeitas. Esse pode ser um dos tipos mais perigosos, pois geralmente, as bactérias são muito resistentes.

Pneumonia por aspiração

A pneumonia por aspiração acontece através da inalação de comida, bebida, vômito ou saliva nos pulmões.  Assim como lesão cerebral, uso excessivo de álcool e drogas ou problema de deglutição.

Tratamento de Pneumonia

A pneumonia é tratada através de antibióticos. Quando a pessoa é idosa, apresenta febre alta, ou alterações clínicas causadas pela própria pneumonia, como dificuldade respiratória, comprometimento da pressão arterial ou da função dos rins, a internação se torna necessária.

Além disso, pode ser necessário hospitalizar em casos como:

  • Temperatura abaixo do normal;
  • Diminuição da função renal;
  • Confusão sobre tempo, local e pessoas;
  • Idade superior a 65 anos;
  • Frequência cardíaca superior a 100 ou inferior a 50;
  • Respiração rápida.

Em crianças, a internação será necessária nos seguintes casos:

  • Menores de 2 meses;
  • Dificuldades para respirar;
  • Baixos níveis de oxigênio no sangue;
  • Aparentar desidratação;
  • Excesso de sono.

Você também pode se interessar:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.