Projeto Reciclagem na Escola

O lixo é, hoje, um dos principais problemas ambientais. A formação de cidadãos mais conscientes sobre seu papel na preservação da natureza também passa pela escola.

0

Anualmente os habitantes do planeta Terra produzem, em média, 1,4 bilhão de toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU). Levando em conta os 7 bilhões de seres humanos, o resultado da produção de lixo é de 1,2 kg por dia per capita.

Entretanto, menos de 30 países são responsáveis por mais da metade dessa quantidade. As nações mais desenvolvidas, por conta do alto padrão de consumo, produzem a maior parte dos resíduos sólidos urbanos mundiais.

A expectativa para os próximos anos não é nada animadora. Segundo estudos feitos pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Banco Mundial, a previsão é de que até 2050 o mundo tenha 9 bilhões de pessoas e a produção anual de lixo seja de 4 bilhões de toneladas.

Todo esse crescimento não vem sozinho, junto dele surgem uma série de adversidades financeiras e ambientais. Além do comprometimento do orçamento público com a coleta e destinação adequada dos RSU, a contaminação dos solos, da água e do ar, proliferação de doenças e animais peçonhentos são alguns dos problemas enfrentados pelo excesso na produção de lixo.

Por conta disso, muitas entidades não governamentais e órgãos ligados ao governo de vários países estão comprometidos com a diminuição desses números. Algumas nações já estão trabalhando para banir um dos maiores responsáveis pela poluição do planeta, o plástico. Índia, Uruguai e Noruega são alguns exemplos.

Outras caminham a passos mais curtos, mas igualmente conscientes a respeito da adoção de novos hábitos. Um dos exemplos vem do Brasil. No Rio de Janeiro já está proibido o uso de canudos plásticos, tendência que deve inspirar outros estados.

Atitudes simples como essa e como a destinação correta do lixo por meio da reciclagem já representam muito rumo ao aumento da preservação ambiental. A coleta adequada de lixo orgânico e inorgânico e o reaproveitamento dos recicláveis proporcionam ganhos significativos para o planeta.

Projeto Reciclagem na Escola

Justificativa:

A preocupação em preservar o meio ambiente deve fazer parte da vida de todos. Por isso, nunca é cedo demais para começar a desenvolver o assunto com as crianças. Criar uma consciência ecológica neles, ainda na infância, aumenta consideravelmente a chance de que sejam adultos engajados na preservação da Terra.

Além disso, grande parte das crianças compartilha o que aprendeu na escola com os pais e familiares, o que aumenta a disseminação do conhecimento acerca da necessidade de dar um destino adequado ao lixo.

Porém, trabalhar a temática vai muito além de simplesmente despertar essa consciência. O intuito é proporcionar situações que possibilitem a reflexão e façam com que esses estudantes, de fato, sejam a diferença no mundo.

Objetivos:

  • Entender qual o processo de reciclagem;
  • Refletir sobre a responsabilidade dos cidadãos para com o lixo produzido;
  • Trabalhar a coordenação motora e percepção auditiva;
  • Reconhecer quais ações humanas são prejudiciais ao meio ambiente;
  • Estimular a mudança de hábitos;
  • Incentivar a adoção de práticas benéficas à natureza;
  • Tratar dos conhecimentos básicos de ecologia;
  • Aumentar o vocabulário;
  • Conscientizar sobre a importância da reciclagem;
  • Estimular a prática da reciclagem no ambiente escolar.

Desenvolvimento:

  • Pesquisas a partir de questionários aplicados pelo professor;
  • Apresentação das pesquisas ao restante da classe;
  • Exibição de filmes e documentários;
  • Realização de oficinas sobre reciclagem e reaproveitamento do lixo orgânico;
  • Palestra com convidados especialistas no tema;
  • Visitas técnicas e passeios ecológicos;
  • Apresentações teatrais;
  • Debates com participação de membros da comunidade;
  • Oficinas para a criação de brinquedos a partir de materiais recicláveis;
  • Leitura de contos e histórias relacionados ao tema;
  • Desenvolvimento de regras e políticas para gestão do lixo escolar;
  • Realização de dinâmicas em grupo;
  • Confecção de murais ou cartazes com o tempo de decomposição de cada material (ex: vidro, plástico, papel, tecido, etc.);
  • Realização de experiências científicas;
  • Músicas e dança;
  • Atividades que visem o reaproveitamento de itens disponíveis na própria escola;
  • Desenhos e colagens;
  • Implementar a redução do lixo e do desperdício de materiais em sala de aula;
  • Mostra com todas as atividades produzidas durante o projeto;
  • Criação de lembrancinhas para o dia das apresentações.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.