Quem foi Anne Frank?

Anne Frank foi a garota judia que chocou o mundo com os horrores da Segunda Guerra Mundial narrados em seu diário.

0

O Diário de Anne Frank (1942), um dos livros mais vendidos do mundo, narra momentos vivenciados pelo grupo de judeus confinados em um esconderijo durante a ocupação nazista nos Países Baixos. Publicado em 40 países e traduzido em 70 idiomas, vendeu mais de 35 milhões de cópias em todo o mundo.

Anne Frank, autora do diário, era uma garota judia de apenas 13 anos que chocou o mundo com os horrores na Segunda Guerra Mundial narrados em seu diário.

Quem foi Anne Frank?

Annelies Marie Frank nasceu no dia 12 de junho de 1929, em Frankfurt, Alemanha. Devido ao Nazismo, com a perseguição aos judeus, os pais de Anne, Otto e Edith Frank, mudam-se para Amsterdã.

No entanto, em 1940, a Alemanha invade a Holanda e começa a Segunda Guerra Mundial. Todas as crianças judias, incluindo Anne, foram obrigadas a ir para uma escola judaica separada das demais. A situação se agrava e, dois anos depois, o pai de Anne se vê obrigado a construir um esconderijo no anexo secreto da sua empresa.

Em seu aniversário de 13 anos, Anne ganha um diário de presente, no qual escreve durante os 2 anos que ficou escondida no Anexo Secreto. Além de escrever sobre os acontecimentos dentro do esconderijo, escrevia também sobre seus pensamentos e sentimentos.

No entanto, antes que pudesse terminar sua escrita, ela e os outros judeus que estavam escondidas são descobertos e apreendidos.

Apesar da busca, uma parte dos escritos de Anne são preservados, já que dois outros amigos salvam os documentos antes que o Anexo Secreto seja esvaziado por ordem dos nazistas.

Morte de Anne Frank

Após passar pela polícia de segurança alemã, Anne é deportada para Auschwitz, campo de concentração destinado aos judeus. Ao chegarem ao campo, a garota é enviada para o campo de trabalho para mulheres, com a irmã e a mãe.

No início de novembro de 1944, foi deportada para o campo de concentração de Bergen-Belsen, com a irmã. Devido às péssimas condições do campo, falta de comida e frio, contrai febre tifoide.

Em fevereiro de 1945, Anne e sua irmã, Margot, morrem das consequências dessa doença.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.