Satélites da Starlink estão prontos para serem ativados

Uma vez ativados, a cobertura de Internet da Starlink já poderá entrar em funcionamento.

O serviço de Internet via satélite Starlink, fornecido pela Space Exploration Technologies Corporation (SpaceX) está se preparando para ativar o seu primeiro lote de novos satélites. Atualmente, a Starlink está fornecendo aos usuários cobertura de Internet, e sua proposta gira em torno do fornecimento da sua rede para todo o mundo, por pequenos satélites, estações terrestres e terminais de usuários. Para que seu serviço possa ser melhorado, a empresa implantou satélites ainda mais novos.

Para saber sobre os novos satélites da Starlink que serão ativados, confira o artigo na íntegra!

Leia mais: Google remove 11 aplicativos com vírus da Play Store; Saiba quais são.

Quais os benefícios dos novos satélites?

Visto que a Starlink pretende avançar cada vez mais, distribuindo seu serviço por todo o globo, os novos satélites buscam justamente diversificar a cobertura, melhorar as velocidades, além de reduzir os custos de infraestrutura, que acabam sendo muito altos.

Outra inovação da empresa foi a implementação de satélites que apresentam links ópticos, chamados lasers. Este permite que a espaçonave transfira dados dentro de si, e por conta disso, há um aumento do alcance no qual a rede pode operar, sem necessariamente precisar depender das estações terrestres.

Inclusive, uma das novas propostas dessa empresa é a busca por ativação de naves espaciais em órbitas polares. Esse pedido foi enviado à Comissão Federal de Comunicações (FCC) no início deste mês. Dessa forma, a empresa passaria a operar seus satélites em latitudes superiores a 53 graus, onde a Internet costuma ser muito difícil de encontrar.

O que é a Starlink?

A Starlink pertence à SpaceX, uma empresa conhecida por ser uma fabricante aeroespacial, a qual passou três anos lançando mais de mil satélites em órbita. A ideia é que esses satélites possam conectar as pessoas à internet de banda larga em altas velocidades, mesmo em locais de remoto acesso.

Até pouco tempo atrás, mesmo sendo uma rede de internet considerada ideal para áreas do globo onde a conectividade vinha sendo um desafio, a Starlink apenas estava disponível em áreas dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e algumas outras poucas regiões, situadas entre 45 e 53 graus de latitude norte.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More