Ideias e sugestões de textos reflexivos para primeiro dia de aula

O primeiro dia de aula é um dia especial cheio de esperanças. Para causar reflexão e inspirar os estudantes, confira esses textos!


A época escolar é cheia de boas memórias com os colegas e os educadores. Além de aprender matérias importantes como português, história e ciências, os alunos também aprendem habilidades essenciais como empatia, comunicação e trabalho em grupo.

No primeiro dia de aula, a animação é aparente nos estudantes. Por isso, é o momento perfeito para incitar reflexões sobre diversos assuntos e ambientar os alunos de volta no ambiente escolar.

Para auxiliar no planejamento desse dia especial, reunimos algumas sugestões de texto reflexivo para primeiro dia de aula. Confira!

Promessas – Pedro Bandeira

Confira o poema Promessas, de Pedro Bandeira, e desenvolva uma atividade com a turma, pedindo para que cada aluno faça a sua própria promessa de primeiro dia de aula.

Primeiro dia de aula

Como é bom recomeçar! Mala nova, tudo novo: caderno, lápis no estojo, tudo encapado, tudo ajeitado, tudo arrumado, tudo prontinho.

Não conheço a professora, também ela vai ser nova.
Sei que dela vou gostar, e ela vai gostar de mim.

Prometo estudar bastante, vou ser o primeiro da classe.
Não vou ficar de castigo, nem vou brigar no recreio.
Tudo novo, vida nova.
Novos colegas também.
Mas eu prometo: este ano, eu não vou emprestar a minha borracha.

Primeiro dia de aula

Agora que as férias chegaram ao final é hora de regressar à escola. Há muito para aprender nos próximos meses, mas também bons momentos para desfrutar.

Este é o primeiro dia de aula, o primeiro de muitos, e cabe a todos nós fazer com que seja inesquecível, assim como todos de hoje em diante.

Vamos fazer da escola o nosso lugar favorito, onde possamos crescer e evoluir todos juntos.

Bagagem da vida

Quando sua vida começa, você tem apenas uma mala pequenina de mão. A medida que os anos vão passando, a bagagem vai aumentando. Porque existem muitas coisas que você recolhe pelo caminho, porque considera que são importantes.

Em um determinado ponto do caminho começa a ficar insuportável carregar tantas coisas. Pesa demais! Então você pode escolher: ficar sentado à beira do caminho, esperando que alguém o ajude (o que é difícil, pois todos que passam por ali já têm sua própria bagagem, e você pode ficar a vida inteira esperando); ou você pode aliviar o peso, esvaziando a mala.

Mas, o que tirar? Primeiro, você começa tirando tudo para fora e descobrindo o que tanto tem dentro: amizade, amor… Nossa! Tem bastante, e o curioso é que isso não pesa nada!

Porém, tem algo ainda pesando. Você faz força para tirar… É a raiva, e como ela pesa! Aí você começa a tirar, tirar e aparecem a incompreensão, o medo, o pessimismo

Nesse momento, o desânimo quase te puxa para dentro da mala, mas você puxa-o para fora com toda a força, e aparece um sorriso, que estava sufocado no fundo de sua bagagem. Pula para fora outro sorriso e mais outro, e aí sai a felicidade.

Você coloca as mãos dentro da mala de novo e tira para fora a tristeza. Agora, você vai ter que procurar a paciência dentro da mala, pois vai precisar bastante… Procure então o resto: força, esperança, coragem, entusiasmo, equilíbrio, responsabilidade, tolerância e bom humor.

Tire a preocupação também e deixe de lado. Depois você pensa o que fazer com ela. Bem, sua bagagem está pronta para ser arrumada de novo, mas pense bem no que vai colocar lá dentro. Agora é com você! E não se esqueça de fazer isso mais vezes. Bom início de ano letivo!

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More