A leitura é uma boa companhia no período de isolamento social

Os livros são bons companheiros na quarentena. Campanhas no Instagram estimulam a prática da leitura no Brasil, ressaltando a importância do hábito de ler.

Você já se pegou lendo um livro e chorando com a história dele? Ou se emocionou com a poesia dos clássicos poetas? Já sonhou com uma viagem só pela descrição de uma narrativa? E aprendeu coisas novas pelo que estava escrito em uma obra? Se a resposta foi negativa para todos os itens anteriores, ainda dá tempo de mudar isso no período de quarentena.

Ler é tão bom para a mente quanto para o corpo, já que pode promover relaxamento. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Sussex, na Inglaterra, apenas seis minutos diários de leitura são capazes de aliviar o estresse e as tensões. A pesquisa comparou a atividade de ler a demais hobbies também considerados como relaxantes.

De acordo com o estudo, entre as diferentes atividades, aqueles que praticaram a leitura tiveram um relaxamento de 68%, contra 61% dos que escutaram música, 54% dos que pararam para beber um chá, 42% dos que saíram para um passeio e apenas 21% dos que jogaram videogame.

Os benefícios da leitura durante a quarentena

Carla Tossado, especialista em Educação, em entrevista a Revista Brasil, falou sobre os benefícios da leitura nesse momento de confinamento social. Segundo ela, “a leitura auxilia na compreensão da realidade, pois promove, ao mesmo tempo, o distanciamento e o mergulho na realidade”.

Desse modo, a especialista argumenta que, por um lado, você se sente protegido ao ter esse afastamento e fazer parte do mundo da ficção.

Com isso, é possível se aprofundar nas emoções, nos medos, nas angústias, nas dores, assim como também nas alegrias, na beleza e na possibilidade de um final feliz. Sendo assim, os livros contribuem na compreensão do que acontece no mundo e promovem o autoconhecimento, diante de um cenário como o atual, de pandemia do novo coronavírus.

Carla Tossado destaca também a importância do hábito de ler ser experimentado pelos pais com as crianças, em qualquer momento do dia. É preciso criar uma rotina, um encontro da leitura com os filhos, seja antes de dormir, ao acordar ou até mesmo após o almoço.

Campanhas de leitura no Instagram

As redes sociais podem ter muita utilidade na vida cotidiana e uma delas é a de disponibilizar conteúdos úteis para a sociedade. Aproveitando de seus recursos, profissionais de diferentes áreas têm realizado lives e disponibilizados textos, poesias, imagens e vídeos sobre os mais variados temas para seu público.

Nesse caminho, algumas campanhas também estão sendo criadas a favor da leitura e da influência que ela tem no desenvolvimento pessoal. Acredita-se que, quando alguém está acompanhado de um livro, ele nunca está sozinho. Confira algumas iniciativas:

Escola da Vila

A Escola da Vila, instituição privada de ensino de São Paulo, está desenvolvendo ações, junto a equipes de suas bibliotecas, para cultivar o interesse e o hábito da leitura pelos alunos, mesmo distante do ambiente escolar.

Por meio de uma campanha de leitura na rede social Instagram, os profissionais divulgam vídeos com indicações de títulos para leitura, além das contações de histórias. Diariamente um vídeo é postado no perfil, com a inserção das hashtags #indicacaodeleitura, #lendoemcasa e #bibliotecaemcasa.

A ideia foi concebida com a intenção de promover uma troca de afeto com os livros, além de uma viagem sem sair de casa, por meio do conhecimento, imaginação e criatividade.

Clipe Leituras na Quarentena

O jornalista e roteirista carioca Valmir Moratelli idealizou a criação de um vídeo em prol do incentivo à leitura no Brasil. Além disso, a ação realizada no Instagram, também teve o intuito de alertar para a queda na venda online das livrarias.

No clipe, cinquenta profissionais das mais diversas áreas, entre eles, advogados, atores, engenheiros, escritores, médicos e professores, apresentam um livro companheiro durante o período de quarentena, utilizando nas publicações as hashtags #tempoparaler, #livronaquarentena e #vamosler.

Entre os nomes, estão as atrizes Cinnara Leal e Dandara Mariana, além da cineasta e pesquisadora Rosane Svartman.

Você pode gostar também de:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More