Cultura indígena

A cultura indígena está atrelada à cultura brasileira, isso porque os indígenas, além de serem os primeiros habitantes do Brasil, são parte da nossa miscigenação.

0

Os povos indígenas são os habitantes originários do Brasil, isso antes mesmo dos portugueses chegarem ao território, em um período conhecido como Descobrimento do Brasil. Consequentemente, a cultura brasileira recebeu influência desses povos, já que grande parte da nação é fruto da miscigenação.

No contexto nacional e em demais países do continente americano, em 19 de abril é celebrado o Dia do Índio. Já internacionalmente falando, a Organização das Nações Unidas (ONU) definiu, em 1995, o dia 9 de agosto dedicado a eles.

Saiba um pouco mais sobre a cultura indígena!

História dos índios

Durante o período colonial houve ampla discussão em torno da história dos índios. Alguns mencionavam que a origem dos índios estava atrelada a descendência das etnias perdidas de Israel, já outros desconfiavam até da humanidade deles, alegando que não tinham alma. No entanto, em 1537, o papa Paulo III declarou a humanidade dos indígenas na Bula Veritas Ipsa.

Claude Abbeville, um missionário capuchinho, após fazer uma viagem ao Brasil, em 1612, e ter levado alguns indígenas para a Europa, registrou a forma como os europeus enxergavam os nativos brasileiros.

Os índios no livro de Claude Abbeville
Os índios, no livro de Claude Abbeville (Reprodução: IBGE).

É possível ter conhecimento sobre o povoamento da América, já que existem hipóteses de que os ameríndios tenham se originado na Ásia, entre 14 e 12 mil anos atrás. Eles teriam chegado a essas terras por um subcontinente designado como Beríngia, situado na região do estreito de Bhering.

Alguns estudiosos estimam que haviam entre três a quatro milhões de indígenas no Brasil, antes de 1500, espalhados por todos os cantos do país. Hoje, apenas cerca de 400 mil deles vivem na nação brasileira.

Estrutura social dos índios

Estrutura social dos índios
Índios em uma aldeia indígena.

A estrutura social dos índios é diferente das dos homens brancos, havendo direitos e tratamentos igualitários. Desse modo, a coletividade é uma característica notória entre os indígenas.

O seu maior bem, a terra, é de propriedade de todos, e quando um indígena caça, ele reparte com os pertencentes a sua aldeia. Somente os seus instrumentos são individuais, tais como arcos, flechas e arpões.

O trabalho dos indígenas é um dever de todos, mas que é dividido conforme o sexo e a faixa etária. Assim, é de responsabilidade feminina o plantio, a colheita, o preparo da comida e o cuidado com as crianças. Já ao sexo masculino são atribuídas as atividades mais pesadas – caça, pesca e guerra.

Ainda na organização social dos índios, duas peças são fundamentais: o pajé e o cacique. O pajé é visto como um sacerdote, tendo conhecimento dos rituais e recebendo mensagens dos deuses, além de ser curandeiro. O cacique, outro membro importante, é como um chefe ou líder, que organiza e dá orientações aos demais.

Religião dos índios

ritual dos índios
Ritual indígena (Fonte: Museu do Índio).

A religião dos índios, assim como outras crenças, possuem grande importância para a cultura indígena. Cada nação realiza seus rituais religiosos próprios, mas todas acreditam nas forças da natureza e em espíritos dos antepassados.

Em culto aos deuses e espíritos, realizam rituais, cerimônias e festas, sendo o pajé designado a transmitir os conhecimentos e a tradição às próximas gerações.

Cultura material dos índios

A produção dos povos indígenas mostra aos demais setores sociais a visão que eles possuem do universo, além de ter alguma função útil em seu cotidiano. Sendo assim, a cultura imaterial e imaterial dos índios repercutem o seu estilo de vida.

A manutenção dessas culturas têm sido muito ameaçadas por conta de inúmeros fatores, desde ambientais a criminosos. A carência dos recursos, em conjunto à influência das populações não-indígenas, têm respingado na produção cultural dos indígenas.

Compreende-se como cultura material dos índios tudo aquilo que foi produzido por eles e que é passível de ser palpado, sendo a cultura imaterial dos índios o seu oposto. Desse modo, as artes e o artesanato indígena se configuram como um dos exemplos de produções da cultura material.

Arte e artesanato indígena

arte e artesanato indígena
Artesanato indígena (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

A arte e o artesanato indígena são automaticamente associados à cultura brasileira, tendo em vista que são resultados da mistura de diferentes povos, entre eles, os nativos.

As produções artísticas de cerâmicas, cestaria, plumagem, máscaras, pinturas corporais e faciais têm como matérias-primas algumas partes de animais, folhas e frutos. Inclusive, as tintas geralmente são naturais.

Existem algumas artes que são feitas pelos homens, como é o caso da arte plumária. Para a realização dela, é necessário seguir um ritual: primeiro a caça, depois o tingimento (tapiragem), o corte nas formas desejadas e, por fim, a amarração.

A cerâmica, ainda que não esteja presente em todas as aldeias, é popular. Por exemplo, a cerâmica marajoara, concebida na Ilha de Marajó, é mundialmente conhecida e foi a pioneira na arte de cerâmica do Brasil.

Cultura indígena no Brasil

Grande parte das aldeias indígenas, ao receber influência dos homens brancos, perderam muitos traços culturais. No cotidiano, é comum ver indígenas falando português, vestindo roupas e usando aparelhos eletrônicos.

Além de perderem aspectos culturais, muitos contraíram doenças e morreram. As aldeias que conseguiram ficar isoladas mantiveram a sua cultura, mas são poucas e a maioria está localizada na Amazônia.

Guarani, Ticuna, Caingangue, Macuxi, Terna, Guajajaras, Ianomâmi, Xavante, Pataxó e Potiguara são os principais grupos indígenas atuais no país. Como podemos ver, a cultura indígena no Brasil influenciou a arte, o artesanato, entre outras áreas.

A manutenção dos costumes e da tradição dos povos nativos ocorreu também em função da criação da Fundação Nacional do Índio (Funai). De acordo com o último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, aproximadamente 0,4% da população brasileira é formada por povos originários, um total de 800 mil no Brasil.

Você pode gostar também de:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.