Cultura Muçulmana – Características, religião, culinária, casamento, mulheres

As características da cultura muçulmana misturam aspectos sociais e culturais.

As características da cultura muçulmana ou islâmica são bastante heterogêneas com manifestações culturais que misturam aspectos sociais e espirituais. A diversidade cultural desse povo se mantém, sobretudo em regiões do continente africano e asiático.

A cultura muçulmana se mistura diretamente com os aspectos referentes à religião islâmica, pois todo muçulmano é convertido ao islã.

O povo muçulmano possui valores rígidos que influenciam a vida moral e política da sociedade muçulmana.

Características da cultura muçulmana

A cultura muçulmana se originou entre pastores semitas que compunham diversas tribos reunidas pelo profeta Maomé.

A Arábia foi unificada após a sua morte, em 632, iniciando o processo de expansão do Império Árabe. Tal império se fundamentou no islamismo e foi liderado por um califa.

Os escritos do profeta Maomé nos livros sagrados da religião muçulmana se difundiu pelo mar Mediterrâneo, mar Vermelho e Oceano Índico. Nesses locais, os muçulmanos estabeleceram grandes e intensas rotas comerciais.

Além disso, a cultura muçulmana assimilou e preservou os aspectos culturais dos povos conquistados.

É importante salientar que os muçulmanos são divididos em dois povos:

  • Sunitas: Foram liderados por All-Abbas e seguem os preceitos presentes no Alcorão e na suna.
  • Xiitas: Seguidores de Ali (genro de Maomé) e seguem somente os preceitos estabelecidos pelo Alcorão.

Leia mais: Sunitas e xiitas

O conjunto de leis pautadas nas escrituras sagradas se denomina xaria, que é o nome dado ao direito islâmico. Ele dita o comportamento do povo muçulmano.

No direito islâmico, a palavra dita vale mais do que documentos legais. Assim como a posição social que é de extrema importância neste sistema.

Os muçulmanos se sobressaíram na agricultura ao criar técnicas de irrigação para a produção de algodão, laranja e cereais e se destacaram na produção dos tecidos de algodão, objetos de vidro e aço.

A arquitetura muçulmana é outro aspecto bastante interessante. Eles foram os pioneiros na construção de enormes palácios, mesquitas e escolas. Foram fortemente influenciados pela cultura bizantina e persa.

Responsáveis pela propagação da cultura helênica, permitiram que a herança grega fosse incorporada pela cultura ocidental europeia.

Na matemática, os muçulmanos contribuíram para a difusão do sistema de numeração indo-arábico na Europa Ocidental. Este sistema corresponde à criação dos dez dígitos: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. É a representação simbólica de números mais comum no mundo.

Além disso, auxiliaram na evolução da trigonometria e da álgebra e no âmbito da física contribuíram para os estudos de refração da luz e óptica.

No campo da química, eles descobriram os ácidos nítrico e sulfúrico, nitrato de prata, carbonato de sódio e os processos de destilação, filtração e sublimação que propiciou a criação do álcool.

Na medicina, os muçulmanos contribuíram nos estudos referentes à tuberculose.

Na literatura, produziram obras muito conhecidas: As mil e uma noites, As Minas do Rei Salomão Ali Babá e os quarenta ladrões. 

Outra questão importante a respeito da cultura muçulmana é o Ramadã. É o período que corresponde ao nono mês do calendário lunar islâmico. É o momento em que o povo muçulmano pratica o ritual de jejum, considerado um dos cinco pilares do islamismo.

Tal jejum consiste na proibição do consumo de água e de alimentos antes do pôr do sol. De acordo com a lei muçulmana, é obrigatória a realização dessa prática espiritual.

Culinária muçulmana

A base da culinária muçulmana são: os peixes, aves domésticas, cabra, gado, camelo e carneiro. São temperados com especiarias orientais.

O alimento é servido com pão árabe, acompanhado de grãos, legumes, frutas secas e verduras. Os principais pratos são: arroz com frango, tabule, quibe (cru ou frito), homus (pasta de grão de bico), pasta de berinjela e de coalhada.

A cultura muçulmana determina que os alimentos sejam consumidos com a mão direita.

Além disso, existem alimentos e bebidas proibidas. Alguns deles são: a carne de porco e bebidas alcoólicas.

Religião muçulmana

A religião responsável pela cultura muçulmana é o Islamismo. Os muçulmanos são monoteísta, ou seja, acreditam em um único Deus, e adotam o Alcorão como o livro sagrado mais importante. Esse livro foi escrito por Maomé, que é visto como o último profeta de Deus.

Dessa forma, os seguidores do islamismo, chamados de maometanos, devem realizar:

  • Cinco orações diárias;
  • Caridade;
  • Peregrinar à Meca (considerada a cidade sagrada do Islão);
  • Declaração de fé;
  • Jejum no período que corresponde ao Ramadã.

Casamento muçulmano

O casamento muçulmano consiste em um contrato que prevê o pagamento (em valor monetário) à família do noivo pela família da noiva.

O casamento de um mesmo homem com até quatro mulheres é permitido e às mulheres cabem viver uma vida repleta de restrições de direitos.

Mulheres

Em alguns países muçulmanos, as mulheres podem decidir sobre casamento, divórcio, roupas e educação. Contudo, em outros países elas possuem restrições em seu modo de viver, o que inclui dificuldades em opinar sobre seu estado civil, estudos e trabalho além de dever obediência aos homens.

Em alguns países como o Irã e Arábia Saudita, as mulheres muçulmanas devem manter a cabeça sempre coberta em público. Dessa maneira, as diferenças de tratamento entre homens e mulheres são evidentes.

A cultura muçulmana atualmente

A cultura muçulmana atualmente predomina nos continentes asiático e africano.

A religião que mais cresce no mundo é a islâmica, ocupando o segundo lugar de “religião mais importante do planeta”. Até o ano de 2009, mais de 50 países do mundo era de maioria maometana e mais de 1,57 bilhões de pessoas adotavam o islamismo.

Alguns dos países que praticam essa religião são:

  • Indonésia
  • Bangladesh
  • Paquistão
  • Turquia
  • Irã
  • Iraque
  • Egito
  • República do Congo
  • Camarões

Já na América Latina, é uma religião de pouca difusão. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE, no ano de 2010, habitavam no Brasil cerca de mil muçulmanos.

É um número pequeno perto da quantidade de habitantes do país que ultrapassa os 200 milhões. A cidade brasileira que mais possui adeptos do islamismo é São Paulo.

Saiba mais:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More