7 Dinâmicas para Reunião de Pais

A reunião de pais e mestres é um momento ideal para promover a integração e engajamento entre família e escola.

0

A reunião de pais e mestres é um momento em que os pais esperam saber sobre o rendimento dos filhos e o posicionamento da escola. Além disso, esse encontro é propício para estimular bons hábitos e conscientizá-los sobre questões importantes sobre a educação.

Desse modo, torna-se uma ocasião favorável para engajamento entre a família e a escola. Para tornar esse processo mais dinâmico, existem alguns métodos e práticas que possibilitam maior interação entre ambos.

Veja a seguir algumas opções de dinâmicas para reunião de pais:

1 Dinâmicas para Reunião de Pais: Pintura Surpresa

Dinâmicas para Reunião de Pais: Pintura Surpresa

O primeiro passo é indicar que todos os pais irão fazer uma pintura e escreverão o que significa aquela pintura. Feito isso, os pais deverão trocar os papéis com alguém, de modo que todos interpretem o desenho do outro.

Dessa forma, os pais chegarão à conclusão que cada um tem uma visão diferente de mundo, assim como as crianças, que aprendem de forma diferente, vêem as coisas de uma maneira própria e tem um aprendizado e vivência singulares.

2 A árvore das frases

A árvore das frases

Assim como uma árvore precisa de cuidados desde a semente, a escolha da terra, onde plantar para crescer saudável, com os filhos acontece da mesma forma.

Tendo isso em evidência, deve-se orientar os pais escreverem algo que gostaria de falar para os seus filhos para que eles possam crescer como árvores fortes que dão lindos frutos. É o momento ideal para os pais se declararem para seus filhos, incentivarem e demonstrar amor e cuidado.

3 Receita do Monstrinho

O organizador pedirá que todos os pais desenhem um monstrinho conforme as seguintes coordenadas:

  1. Uma cabeça redonda e grande;
  2. Um corpo coberto de pelos;
  3. Braços compridos com mãos pequenas e garras afiadas;
  4. Pernas curtas;
  5. Pés grandes e arredondados;
  6. Olhos no meio da testa;
  7. Orelhas pontiagudas;
  8. Nariz com narinas quadradas;
  9. Boca grande e dentes falhados.

Terminado o desenho, ele pedirá para os participantes mostrarem seus desenhos e fará as seguintes perguntas para reflexão:

  • Os monstrinhos ficaram iguais?
  • Por que não ficaram iguais se a professora falou a mesma coisa para todos?

Em seguida o organizador deve explicar que o que aconteceu, acontece também em sala de aula. As orientações são dadas a todas as crianças, cada qual entende do seu jeito, tanto nas questões do dia a dia, como também nas aprendizagens. Cada criança tem seu ritmo e compreensão do mundo.

A família e a escola trabalhando as mesmas orientações, certamente a criança terá  mais condições de se tornar mais segura do que faz e pensa.

Feitas as indicações da atividade, os pais deverão perceber que cada criança tem suas especificidades, seu tempo e sua maneira de aprender.

4 Dinâmica das diferenças

Dinâmica das diferenças

Para realizar essa dinâmica é preciso que os participantes tenham em mãos papel sulfite e caneta.

O líder deverá instruir para que, sem tirar a caneta do papel, todos desenhem um rosto com olhos e nariz. Em seguida, pedirá que desenhem uma boca cheia de dentes, em seguida um pescoço e um tronco.

Após todos terem desenhado e apresentado suas obras ao grupo, o condutor da dinâmica deverá ressalta que não há nenhum desenho igual ao outro, portanto, todos percebem a mesma situação de diversas maneiras, que somos multifacetados, porém com visões de mundo diferentes, por este motivo devemos respeitar o ponto de vista do outro.

5 Qual é meu filho?

Qual é meu filho?

É claro que um filho deve ser reconhecido de longe não é mesmo? Entretanto, devido a rotina pesada, por vezes, é comum que os pais se esqueçam de certos detalhes.

Para estimular essa aproximação e alertar sobre a importância que os pais olhem para os filhos, imprima fotos das crianças use o papel pardo para cobrir a foto, de modo que apenas uma parte do corpo da criança esteja amostra, como olhos ou boca.

Depois, cole estas fotos no mural da sala e peça para que os pais tentem descobrir qual deles é o seu filho.

6 Dinâmica da bala

Dinâmica da bala

Com o objetivo de ressaltar a importância da união entre a escola e a família, essa dinâmica se baseia na famosa premissa “a união faz a força”.

Para tal, é entregue uma bala (com embalagem que abra dos dois lados) para cada responsável e peça para que abram apenas com uma mão. Será preciso muito esforço.

Desse modo, os pais poderão refletir sobre a importância da convivência e união, de maneira que a bala é a criança, a mão que eles usaram para abrir é a professora, e a outra, a família.

7 Dinâmica de grupo com bexigas

Dinâmica de grupo com bexigas

O principal objetivo é refletir sobre o trabalho em equipe. Inicialmente, os participantes deverão estar reunidos em círculo, de modo que haja uma bexiga para cada participante no centro.

No momento em que cada pessoa enche sua bexiga é dada a instrução que o grupo deve mantê-las voando. Assim, o monitor responsável pela dinâmica deve ir retirando os participantes lentamente, um por vez.

Dessa forma, o número de bexigas continuará o mesmo, porém o número de pessoas será cada vez menor, até chegar a ponto de não mantê-las mais suspensas.

Veja também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.