Equinodermos

Vamos conhecer esses animais marinhos tão intrigantes?

0

O que são equinodermos? Os equinodermos são animais exclusivamente marinhos, invertebrados e com simetria radial, geralmente em cinco partes.

Características gerais dos equinodermos

Confira a seguir as principais características dos equinodermos:

  • Maioria de vida livre;
  • Simetria bilateral na fase larval;
  • Simetria radial na fase adulta;
  • Possuem celoma verdadeiro;
  • Triblásticos;
  • Deuterostômios, o ânus surge do orifício embrionário blastóporo, antes da boca;
  • Bentônicos, vivem no fundo, próximo ao substrato;
  • Grande diversidade de formatos e tamanhos do corpo;
  • Possuem esqueleto calcário recoberto por uma fina camada;
  • Sistemas digestivo, nervoso e reprodutor ficam dentro do esqueleto;
  • Alguns podem ter espinhos na superfície.

Sistema circulatório e excretor dos equinodermos

A circulação dos equinodermos ocorre através de um sistema aquífero, também chamado de ambulacrário, que permite tanto o transporte de substâncias como a locomoção do animal.

A excreção é realizada quando essa água sai do corpo do equinodermo.

Locomoção dos equinodermos

Os equinodermos possuem uma estrutura chamada pés ambulacrais que são projeções do sistema circulatório.

A locomoção deles acontece a partir desses pés ambulacrais juntamente com ventosas que ficam nas extremidades deles.

Quando a água do mar entra no corpo do animal, os canais do sistema ambulacrário são contraídos e a água é direcionada aos pés, que se alongam e se fixam ao substrato com auxílio das ventosas.

Depois que a água retorna para os canais, o pé ambulacrário relaxa e permite que o animal se solte do substrato.

Equinodermos - Anatomia corporal
Equinodermos – Anatomia corporal.

Sistema respiratório dos equinodermos

Os equinodermos possuem respiração branquial e também por difusão com o funcionamento do sistema ambulacrário.

Sistema digestório dos equinodermos

O sistema digestório dos equinodermos é completo e o estômago é encontrado apenas nos indivíduos carnívoros.

A grande maioria das espécies se alimenta de algas marinhas e, por isso, possuem aparelho bucal raspador, chamado de lanterna de Aristóteles.

As espécies carnívoras se alimentam de pequenos animais e a digestão ocorre fora do corpo. O estômago é projetado sobre o alimento, juntamente com enzimas digestivas que começam a digerir o alimento.

Somente após esse processo, o alimento é levado para o interior do corpo para finalizar a digestão.

Reprodução dos equinodermos

Os equinodermos possuem reprodução sexuada, geralmente, são dioicos e o desenvolvimento é indireto. A fecundação é externa e os zigotos formam larvas.

As larvas se fixam em um substrato e passam por metamorfose para dar origem aos adultos.

Classificação dos equinodermos

Os equinodermos possuem cinco classes:

Asteroides

O principal representante desse grupo é a estrela-do-mar que possui cinco braços dispostos em raios.

Mas existem animais nesse grupo que podem ter até 40 braços. Cada braço tem duas fileiras de pés ambulacrários que fazem com que eles se movimentem.

Eles possuem olhos rudimentares nas extremidades dos braços que permitem a localização dos animais que serão predados.

Uma característica desse grupo é a autotomia, que é a capacidade de recuperar um braço que foi perdido.

Ofiuroides

A serpente-do-mar pertence a esse grupo. Elas possuem um disco central com cinco braços que possuem movimento ondulante e facilitam a locomoção.

A boca desses animais fica em contato com o substrato e se alimenta de moluscos, crustáceos e detritos no fundo do mar.

Crinoides

O lírio-do-mar é o principal representante desse grupo e é um dos poucos equinodermos que não são de vida livre.

Eles são sésseis e permanecem presos a um substrato, também possuem cinco braços soltos que dão um aspecto de planta a esse animal.

A alimentação desses animais é baseada nos detritos que caem em seus braços e são levados até a boca.

Holoturoides

Os animais desse grupo possuem o corpo cilíndrico e com muitas pequenas placas unidas, por isso, eles são menos rígidos.

Os pepinos-do-mar são os principais animais dessa classe, eles podem chegar a ter 2 metros de comprimento.

Quando está em uma situação de risco, ele pode liberar parte do seu intestino e gônadas para distrair o predador, e essas partes se regeneram após algum tempo.

Equinoides

O ouriço-do-mar é o representante mais conhecido desse grupo. Ele possui muitos espinhos venenosos recobrindo seu corpo, também possuem a lanterna de Aristóteles como aparelho bucal.

A bolacha-da-praia também faz dessa classe, ela possui corpo achatado com a região dorsal apresentando aberturas num formato de estrela. Elas se enterram superficialmente na areia e obtém seu alimento em partículas orgânicas presentes no solo.

Curiosidades sobre os equinodermos

  • Os órgãos sensoriais dos equinodermos são apenas táteis e espalhados pelos braços.
  • A maioria deles possui grande capacidade de regeneração.
  • Existem mais espécies extintas de equinodermos do que viventes! Existem cerca de 13 mil espécies extintas e pouco mais de 7 mil viventes.

Exemplos de equinodermos

Estrela-do-mar

Equinodermos - Estrela-do-mar
Exemplo de equinodermos – Estrela-do-mar.

Serpente-do-mar

Equinodermos - Serpente-do-mar
Exemplo de equinodermos – Serpente-do-mar.

Lírio-do-mar

Equinodermos - Lírio-do-mar
Exemplo de equinodermos – Lírio-do-mar.

Pepino-do-mar

Equinodermos - Pepino-do-mar
Exemplo de equinodermos – Pepino-do-mar.

Ouriço-do-mar

Equinodermos - Ouriço-do-mar
Exemplo de equinodermos – Ouriço-do-mar.

Bolacha-da-praia

Equinodermos - Bolacha-Do-Mar
Exemplo de equinodermos – Bolacha-do-mar.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.