Escrita maia

A escrita maia é considerada uma das mais desenvolvidas da América pré-colombiana.

A escrita maia é vista como uma das mais avançadas se comparada às demais escritas existentes na Mesoamérica.

Resultado da troca cultural com a civilização olmeca, esse sistema de escrita contava com um vasto conjunto de símbolos e sons. O sistema alfabético não fez parte da escrita maia.

Resumo – Escrita maia

Muitos códigos usados pelos maias ainda não foram decifrados pelos historiadores. Há algum tempo, praticamente a metade dos caracteres foram traduzidos graças o auxílio de tecnologias.

A dificuldade em desvendar os dizeres maias decorre do fato de que a escrita dessa civilização se apoiava no uso de um mesmo caractere para representar dois ou mais sons e símbolos. Do mesmo modo, um conceito poderia ser simbolizado por caracteres totalmente distintos.

A escrita era extremamente importante para os maias, pois ela estabelecia um elo com a religião. Eles acreditavam que ela era um presente divino. Tal crença justificava o fato de a escrita ser ensinada somente aos mais abastados.

Vários materiais eram usados para realizar a escrita, tai como papel, cerâmica, pedras e madeira. Os maias também criaram livros e tábulas a partir da resina e fibra vegetal.

Uma das funções mais importantes da escrita maia era registrar o tempo para que tivessem a noção dos períodos em que deveriam ocorrer as festividades religiosas.

O processo de dominação dos espanhóis fez com que grande parte do material maia fosse perdido. Em 1566, o bispo Diego Landa e alguns índios catequizados tentaram traduzir alguns documentos.

Contudo, a maioria da documentação maia foi queimada a mando da Igreja Católica por considerar tais escritos pagãos.

Somente três obras letradas maias foram mantidas:

  • Códex Dresdensis
  • Tro-Cortesianus
  • Peresianus

Essas importantes relíquias históricas foram guardadas separadamente em museus da Europa.

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More