Maias

Os maias foram civilizações que se fixaram na América pré-colombiana.

0

Os maias foram civilizações que habitaram a América pré-colombiana. Eles se fixaram nas regiões correspondentes aos atuais países da Guatemala, México e Honduras.

O povo maia se constitui no conjunto de diversos povos oriundos do continente americano, principalmente no sul do México e da América Central.

“Maia” é um termo de denominação coletiva que incorpora povos que possuem alguma herança cultural ou linguística entre si. Ao mesmo tempo, envolve muitas populações com tradições particulares e identidades próprias.

Organização política dos maias

A organização política dos maias não desencadeou em um império unificado. Eles se organizavam em cidades-estados que possuíam autonomia nas decisões políticas e religiosas e geralmente eram governadas por famílias.

Por não constituírem um mesmo império, não conseguiam se unir em prol de objetivos comuns como as invasões dos povos vizinhos.

Contudo, houveram momentos em que unidades foram estabelecidas em algumas cidades. Mas, de modo geral, as cidades mais importantes controlavam os territórios mais próximos.

Economia maia

A economia maia era basicamente agrícola. Plantavam milho, algodão, cacau e agave. As técnicas utilizadas na atividade agrícola eram bastante primitivas.

Além da agricultura, a caça, a pesca e o artesanato também movimentavam a economia. A produção era coletiva e o solo era do Estado, proprietário de todas as terras.

Todo camponês tinha o direito de ter acesso à terra e dela tirar seu sustento, além de serem obrigados a pagar impostos ao Estado.

O Estado determinava que os camponeses trabalhassem gratuitamente na construção de obras públicas como templos, palácios, represas e obras para irrigação.

Sociedade e cultura dos maias

A sociedade maia foi construída por meio de um trabalho disciplinado e controlado. A organização social se baseava em três camadas sociais:

  • Família real: Principais funcionários do governo;
  • Servidores do Estado: Responsáveis pela defesa e pela cobrança de impostos;
  • Trabalhadores braçais e agricultores.

Os sacerdotes eram o grupo social mais poderoso. Monopolizavam a escrita e os conhecimentos científicos (astronomia e matemática).

PUBLICIDADE

Desenvolveram o seu próprio sistema de escrita com a utilização de objetos e ideias. Até hoje não foi possível decifrar seus escritos, dada a complexidade.

Religião dos maias

A religião dos maias era algo de extrema importância, pois esses povos acreditavam que a humanidade era controlada pelos deuses, assim, a religião se fazia presente no cotidiano da população.

Itzamna, “senhor do céu”, era o deus mais importante. Além dele, existiam diversos deuses, como o deus do vento, deus do Sol, deus da chuva, deus da morte, deus da guerra, deus do fogo, além de outras divindades.

Eram oferecidos sacrifícios de humanos e de animais e diversos alimentos nos rituais às divindades.

Leia mais: Calendário maia

Declínio da civilização maia

O declínio da civilização maia começou a partir do século IX de forma lenta e contínua. Não se pode afirmar especificamente o motivo que resultou na decadência, mas são sugeridas algumas hipóteses:

  • Esgotamento das terras
  • Aumento da população
  • Escassez de alimentos
  • Desastres naturais
  • Doenças
  • Guerras
  • Ataques estrangeiros
  • Má administração da exploração da terra

Algumas localidades pertencentes aos maias sofreram um profundo esvaziamento, o que provocou o êxodo da população para outras localidades.

Há historiadores que afirmam que quando os espanhóis chegaram à América, a civilização maia já estava extinta. Contudo, outros acreditam que o processo de decadência dessa população ainda estava ocorrendo.

Mapa do Império maia

Veja a localização do Império maia no mapa abaixo:

Mapa do Império Maia, região em amarelo.

Saiba mais em: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.