Estudo aponta que pacientes que tiveram coronavírus podem apresentar problemas pulmonares

Pacientes que tiveram Covid-19, ainda que sem o vírus ativo, podem apresentar sequelas pulmonares por conta da inflamação causada no sistema imunológico.

0

Segundo um novo estudo científico, pessoas que foram contagiadas pelo novo coronavírus podem apresentar problemas pulmonares, ainda que o vírus não esteja mais ativo no organismo.

Em Hong Kong, na China, doze pessoas que contraíram o vírus já foram classificadas como curadas. Após isso, a Autoridade Hospitalar de Hong Kong analisou o organismo delas e, em alguns dos pacientes, houve modificação da capacidade dos pulmões.

Dentre o total de pessoas tratadas e curadas, três encontraram dificuldade ao respirar na realização de um dos testes que exigia com que a pessoa caminhasse mais depressa. Ainda, de acordo com os cientistas, exercícios cardiovasculares podem ser feitos para melhorar o desempenho dos órgãos.

Os pacientes referidos tiveram o tratamento conduzido com a administração dos medicamentos Kalestra, usado no combate à aids, e Ribavirin, em doenças como hepatite C.

Mesmo que não se tenha exatidão do que tenha acarretado no problema dos pulmões, especialistas acreditam que haja relação com inflamação provocada pelo sistema imunológico.

PUBLICIDADE

Owen Tsang Tak-yin, diretor médico do Centro de Doenças Infecciosas, relatou em conferência que o estudo dos pulmões acusam alterações no seu funcionamento, mesmo que seja precoce afirmar os seus efeitos a longo prazo.

“Alguns pacientes podem ter uma queda de 20% a 30% na função pulmonar. Encontramos padrões semelhantes a um vidro fosco em todos eles, sugerindo que houve danos nos órgãos”, declarou Tak-yin.

Até o dia 15 de março, mais de 150.000 pessoas em todo mundo foram confirmadas com o Covid-19, e mais de 5.500 mortes foram registradas. Segundo estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde, agência do governo dos Estados Unidos, o vírus consegue sobreviver fora do corpo humano por até três dias, o que facilita o aumento de casos.

*Com informações de Exame.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.