Governo estuda adiar Enem por conta de pandemia do coronavírus

Inep estuda adiar calendário do Enem 2020 em razão da crise causada pelo novo coronavírus, visto que medidas emergenciais precisaram ser adotadas, como a suspensão de aulas.

0

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estuda adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em função da pandemia do novo coronavírus. O exame seria realizado digitalmente nos dias 11 e 18 de outubro, e na forma tradicional nos dias 1 e 8 de novembro.

Ao menos 15 dias de adiamento são o que as discussões consideram, mas o prazo pode mudar conforme a duração das medidas emergenciais de isolamento social, que ocasionaram na suspensão das aulas pelo Brasil.

Nos debates internos há os que defendam, pelo menos, 20 dias de prorrogação. A data é embasada no argumento de que a prova tem como intuito avaliar o ensino médio, o que não faria sentido aplicá-la no cronograma previsto, tendo em vista que o calendário escolar estaria atrasado e o conteúdo completo não teria sido oferecido aos alunos.

No entanto, mesmo que as discussões do Inep sejam favoráveis ao adiamento da prova, o aval final será do Ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Até o fim do mês é a previsão para finalização do edital. A equipe responsável pelo teste está atuando com a intenção de que as licitações e outros processos em torno dele não sejam prejudicados pela quarentena, mas já destaca que a paralisação das atividades no país irá influenciar os prazos.

No caso, as mudanças não ocorrerão só na data das provas, mas em todo o calendário, como nas inscrições e prazo para solicitação de isenção. Promover o Enem Digital também não teria muita diferença, já que os exames seriam realizados ainda com aglomeração de alunos, sem contar que a nação não dispõe de estrutura ideal para que todos o façam dessa forma.

Em síntese, a avaliação no órgão é que, na crise em que o país se encontra, não há condições de manter as datas previstas no ano de 2019. A hipótese de que a prova seja postergada para 2021 também não está descartada.

De qualquer modo, a equipe irá estudar os possíveis reflexos da decisão também no calendário do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que emprega a nota do Enem para adentrar nas universidades.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.